-Publicidade-

Gilmar Mendes compara Operação Lava Jato a um ‘esquadrão da morte’

Ministro do STF volta a defender "julgamento justo" para o ex-presidente Lula
Gilmar Mendes: mais criticas à Operação Lava Jato
Gilmar Mendes: mais criticas à Operação Lava Jato | Foto: Nelson Jr./STF

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), voltou a disparar criticas contra o ex-juiz Sergio Moro e integrantes da Lava Jato. Em entrevista ao portal UOL divulgada nesta sexta-feira, 12, o magistrado chegou a comparar o trabalho da operação anticorrupção a uma equipe assassina.

“O que se instalou em Curitiba era um grupo de esquadrão da morte”

“Independentemente disso, temos que fazer consertos, reparos, para que isso não mais se repita, não se monte mais esse tipo de esquadrão da morte”, afirmou Mendes sem levar a possibilidade de não comentar um assunto relacionado a um caso que ele mesmo julgou nesta semana. “O que se instalou em Curitiba era um grupo de esquadrão da morte, totalmente fora dos parâmetros legais”, seguiu com as críticas o integrante do STF em relação à força-tarefa da Lava Jato que atuou no decorrer dos últimos anos.

Leia mais: “Bolsonaro afirma que vai pedir e divulgar mensagens vazadas da Lava Jato”

Além de analisar a operação como um todo, o ministro atacou diretamente Moro, que foi juiz responsável pela Lava Jato na primeira instância no Paraná e foi ministro da Justiça e Segurança Pública do governo Jair Bolsonaro. “Era o verdadeiro chefe”, esbravejou — tendo como base supostas mensagens que foram alvo de crime cibernético e divulgado por um blog no ano passado. Nesse sentido, pediu ações por parte do Congresso Nacional e do Ministério Público.

Apoio a Lula

Mesmo diante da possibilidade de o STF vir a julgar o pedido da defesa do ex-presidente Lula pela anulação da condenação proferida por Moro, Gilmar Mendes já deu a entender qual será o seu veredicto a respeito. De acordo com a reportagem do portal UOL, ele declarou que o petista seria “digno de um julgamento justo.”

Na edição desta semana da Revista Oeste, no artigo “O astro do faroeste à brasileira” o jornalista Augusto Nunes critica a atuação de Gilmar Mendes. “A trupe de Gilmar faz de conta que o ex-presidente foi alvo de um complô de dimensões siderais arquitetado por gente que só pensa em prender gente que presta. O líder da bancada, claro, foi o protagonista do teatrão de quinta categoria”, destaca o colunista.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês