Revista Oeste - Eleições 2022

A disputa de 50 anos por uma ilha de 1,2 km

Canadá e Dinamarca finalmente chegam a um acordo diplomático
-Publicidade-
A pequena ilha de 1,2 quilômetro quadrado alvo de disputa entre os dois países
A pequena ilha de 1,2 quilômetro quadrado alvo de disputa entre os dois países | Foto: Divulgação

Há 50 Anos, uma pequena ilha de 1,2 quilômetro quadrado desabitada no Ártico é alvo de uma disputa entre a Dinamarca e o Canadá. A Ilha de Hans, como é conhecida, fica entre os dois países e é reivindica desde 1971.

As diplomacias das duas nações chegaram a um acordo e vão dividir a pequena ilha em duas partes iguais ao longo de uma fenda natural, segundo o documento publicado nesta terça-feira, 14, pelo Ministério das Relações Exteriores dinamarquês.

A ilha tem o nome do explorador groenlandês Hans Hendrik, que participou da primeira expedição ao local, em 1853. Chama-se Tartupaluk, em groenlandês, que significa “em forma de rim”.

-Publicidade-
A disputa foi uma tentativa de ambos os países de assegurar o controle de navegação pela passagem marítima | Reprodução

Nenhum país sabia sobre a reivindicação do outro à ilha até uma reunião bilateral realizada em 1971 para discutir as fronteiras territoriais.

Desde a década de 1980, oficiais, cientistas e soldados da Dinamarca e do Canadá visitam a ilha, revezando-se na retirada da bandeira do outro país e no hasteamento da sua própria.

Em 2018, os dois países decidiram estabelecer um grupo de trabalho conjunto para resolver a disputa.

Com o acordo, o Canadá e a Dinamarca estabeleceram a fronteira marítima mais longa do mundo, de 3,8 mil quilômetros, que vai do Mar de Lincoln, no norte, ao Mar de Labrador, no sul, informou o Ministério das Relações Exteriores.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.