Alemanha adia certificação de gasoduto com a Rússia

Suspensão acontece em um momento de crise de abastecimento de gás na Europa
-Publicidade-
As obras do Nord Stream foram concluídas em setembro, mas o gasoduto não entrou em operação
As obras do Nord Stream foram concluídas em setembro, mas o gasoduto não entrou em operação | Foto: Divulgação

A Alemanha suspendeu o processo de certificação do gasoduto Nord Stream 2, que liga o país à Rússia, informou a agência reguladora alemã na terça-feira 16. A certificação de uma operadora para o gasoduto só poderá ocorrer se essa empresa estiver organizada sob a legislação do país, decidiram os alemães.

O Nord Stream 2 AG, operadora do gasoduto, tem sede na Suíça e decidiu fundar uma subsidiária na Alemanha para gerir o projeto. Agora, ela precisará cumprir os requisitos de uma operadora de transmissão independente, conforme a legislação da Alemanha.

A certificação permanecerá suspensa “até que os principais ativos e recursos humanos da operadora tenham sido transferidos para a subsidiária”, informou a agência.

-Publicidade-

O gasoduto, que passa sob o Mar Báltico, poderá dobrar o volume de gás natural russo exportado para a Alemanha. Mas o Nord Stream 2 foi alvo de diversas polêmicas, com alertas de vários países, principalmente os EUA, de que a Rússia passaria a ter muito controle sobre o mercado europeu de energia.

As obras do Nord Stream foram concluídas em setembro, mas o gasoduto não entrou em operação. No mês passado, o presidente russo, Vladimir Putin, disse que poderia aumentar rapidamente o fornecimento de gás à Europa, dando sinais que o país aguarda a aprovação.

Leia também: “O choque da crise energética global”, reportagem de Luis Kawaguti publicada na edição 83 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.