Austrália cancela visto de Novak Djokovic

O ministro da Imigração australiano, Alex Hawke, alegou que o tenista representa um 'risco à saúde'
-Publicidade-
O tenista número um do mundo pode ficar fora do Aberto da Austrália
O tenista número um do mundo pode ficar fora do Aberto da Austrália | Foto: Reprodução/Flickr

O governo australiano cancelou o visto de Novak Djokovic nesta sexta-feira,14, alegando que o tenista, não vacinado para a covid-19, representa risco para a comunidade.

Desta forma, Djokovic pode ficar fora da disputa do Aberto da Austrália, que começa no próximo dia 17.

O ministro da Imigração, Alex Hawke, usou poderes discricionários para cancelar novamente o visto de Djokovic, depois que um tribunal anulou uma revogação anterior e o liberou da detenção de imigração no início da semana.

-Publicidade-

“Hoje, exerci meu poder sob a Lei de Migração para cancelar o visto detido por Novak Djokovic por motivos de saúde e boa ordem, com base no interesse público”, disse Hawke, em um comunicado.

De acordo com essa lei, Djokovic não poderá obter um visto para a Austrália pelos próximos três anos, exceto em circunstâncias imperiosas.

Com a decisão, Djokovic pode ser deportado da Austrália. Ele só não será obrigado a deixar o país se obtiver uma vitória judicial.

O sérvio entrou na Austrália em 5 de janeiro sem se vacinar, alegando que testou positivo para covid-19 em 16 de dezembro — o Estado de Victoria (onde está situada Melbourne, a sede do torneio) determinou que só pessoas vacinadas poderiam entrar parar jogar o Aberto da Austrália.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.