Áustria estuda fazer lockdown para ‘não vacinados’

Chanceler fala em 'pandemia dos não vacinados'
-Publicidade-
O chanceler austríaco, Alexander Schallenberg
O chanceler austríaco, Alexander Schallenberg | Foto: Reprodução/Redes Sociais

No sábado 23, o governo austríaco afirmou que um eventual lockdown em razão da covid-19 vai atingir exclusivamente as pessoas não vacinadas contra a doença.

Leia também: “Os higienistas”, artigo de Guilherme Fiuza publicado na Edição 83 da Revista Oeste

“Ainda não enxergamos a pandemia no retrovisor e estamos nos encaminhando para uma pandemia dos não vacinados”, disse chanceler austríaco, Alexander Schallenberg, no cargo desde 11 de outubro. “Deve ficar claro para os não vacinados que eles não são responsáveis apenas por sua saúde, mas também pela dos outros. Não é admissível que o sistema sanitário fique sobrecarregado por culpa de indecisos.”

-Publicidade-

Com uma população de quase 9 milhões de habitantes, atualmente a Áustria tem pouco mais de 200 leitos de UTI ocupados por pacientes contaminados com o coronavírus Sars-CoV-2. Caso essa marca chegue a 500, os não vacinados não poderão entrar em bares, restaurantes, eventos culturais e estruturas esportivas. Em 600, esse grupo poderá sair de casa somente para trabalhar.

De acordo com o portal Our World in Data, vinculado à Universidade de Oxford, 65% da população austríaca está totalmente vacinada contra a covid-19.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

10 comentários Ver comentários

  1. os nazistas continuam enganando com suas vigarices e a maioria, que são os covardes , acreditam e aceitam.. o mundo não dá só voltas… capota!

  2. A vacina protege! Certo? Por que estão com medo dos não vacinados? Porque os não vacinados NÃO TEM MEDO! Povo sem medo não é conquistado.

  3. Uma dúvida: E se depois que confiarem os não vacinados a quantidade de leitos de UTI continuar subindo? Vão confinar quem? Esse imbecil do primeiro ministro vai culpar os JUDEUS e mandá-los a campos de concentração em câmaras de gás para exterminar o vírus da covid deles? E quando acabarem com os judeus será a vez dos barbeiros e cabeleireiras, além dos donos de bar e restaurantes que proliferam o virus? Muito maluco e assassino, todos juntos e na mesma época.

  4. Esse é o caminho que já já aqui no Brasil, vamos peregrinar. Se não virarmos uma democracia de boteco, ao qual estamos encaminhando-se

    1. Se fossemos uma democracia de boteco estariamos felizes, hoje em dia nos vivemos uma democracia de puteiro, onde o povo é a puta que só leva cassete só que sem receber nada por isso e ainda temos que pagar as mordomias desses vagabundos principalmente da suprema zona!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.