Biden empossa 1ª mulher trans para cargo quatro estrelas das Forças Armadas

Rachel Levine, de 63 anos, agora é almirante do Departamento de Saúde do país
-Publicidade-
A posse da nova almirante ocorreu na terça-feira 19
A posse da nova almirante ocorreu na terça-feira 19 | Foto: Handout/Reuters

O presidente dos Estados Unidos (EUA), Joe Biden, nomeou a primeira oficial transgênero quatro estrelas da história do país para ocupar um cargo nas Forças Armadas.

A secretária-assistente de Saúde dos EUA, doutora Rachel Levine, de 63 anos, agora é almirante de uma Divisão do Departamento de Saúde dos EUA.

A indicação de Levine ao cargo foi confirmada no Senado em março. Mesmo com forte oposição dos republicanos, foi aprovada por 52 votos a 48.

-Publicidade-

A nova secretária chegou a Washington depois de liderar a resposta do Estado da Pensilvânia à pandemia de covid-19. Ela também atuou como professora de pediatria e psiquiatria na Universidade Estadual da Pensilvânia.

A oficial descreveu a indicação como “importante” e “histórica” durante a cerimônia de posse na terça-feira 19.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

5 comentários Ver comentários

  1. É me parece que o fim dos dias está mais próximo que eu imaginava, no Brasil está em curso uma ditadura da toga e no maior país protestante do mundo fundado sob os preceitos conservadores judaico-cristãos que é os EUA, temos visto se igualarem a Sodoma e Gomorra!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.