Nova CEO da Marvel considera tirar o ‘Men’ de X-Men para tornar a série ‘mais inclusiva’

Victoria Alonso disse que outros títulos da empresa serão atualizados
-Publicidade-
'Trata-se de um despertar', disse a presidente da Marvel
'Trata-se de um despertar', disse a presidente da Marvel | Foto: Divulgação/Marvel Comics

A nova CEO dos estúdios Marvel, Victoria Alonso, avalia tirar o “Men” de X-Men para tornar a série de super-heróis mais “inclusiva”. “É engraçado que as pessoas chamem de X-Men. Há um monte de mulheres naquele grupo. Então, eu acho que está tudo desatualizado”, declarou, em entrevista ao site Nuke the Fridge. “Eu não sei para onde o futuro está indo”.

Alonso afirmou ainda que personagens da série estão passando por mudanças. “Trata-se de um despertar”, observou, ao mencionar que títulos sob o guarda-chuva da Marvel serão submetidos a “reavaliações”. Os ajustes começaram desde que a Disney comprou os direitos dos X-Men no ano passado, após adquirir os estúdios da 20th Century Fox.

Origem

-Publicidade-

Segundo os criadores dos quadrinhos, o nome X-Men surgiu devido ao chamado “fator X”, um gene desconhecido no universo fictício que provoca mutações em pessoas comuns dando-lhes “extra-powers (superpoderes)”.

Leia também: “(Super) Heróis da Liberdade”, reportagem publicada na Edição 79 da Revista Oeste

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.