‘Bom garoto’, diz Trump sobre Kyle Rittenhouse

Ex-presidente dos EUA recebeu a visita do jovem que reagiu aos ataques de militantes do Black Lives Matter
-Publicidade-
Donald Trump recebeu a visita de Kyle Rittenhouse
Donald Trump recebeu a visita de Kyle Rittenhouse | Foto: Reprodução/Redes sociais

O ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump recebeu a visita de Kyle Rittenhouse, jovem que reagiu aos ataques de militantes do Black Lives Matter em protestos realizados em agosto do ano passado no Estado de Wisconsin. A informação foi confirmada pelo magnata em entrevista concedida à Fox News.

“Ele ligou. Queria saber se poderia vir, dizer olá, porque é meu fã”, disse o republicano. “Realmente, é um jovem muito simpático. É um bom garoto.”

Em julgamento realizado no último dia 19, Rittenhouse foi absolvido de todas as acusações imputadas pela promotoria, que incluíam homicídio qualificado. Armado com um fuzil AR-15, o jovem reagiu aos ataques de dezenas de manifestantes. Dois agressores morreram; um ficou ferido.

-Publicidade-

“Eu fiz o suficiente para parar a pessoa que estava me atacando”, disse o jovem. Os 12 jurados decidiram em seu favor, sem ressalvas.

A reação de Rittenhouse

Em 25 de agosto do ano passado, o Black Lives Matter organizou protestos em razão da morte de Jacob Blake, que foi baleado sete vezes nas costas por policiais. Esse caso ocorreu na esteira das manifestações “antirracismo” iniciadas depois do caso George Floyd, que foi morto pelo ex-policial Derek Chauvin, em Minneapolis.

Na ocasião, Rittenhouse disse que foi às ruas para oferecer segurança aos estabelecimentos de Wisconsin. Imagens gravadas daquele dia mostram que o jovem foi perseguido até o estacionamento de uma concessionária de automóveis por um dos agressores, Joseph Rosenbaum. Um terceiro homem, próximo ao local, disparou uma arma para o ar. Rittenhouse correu em direção ao tiroteio, mas foi atacado por Rosenbaum. Para contê-lo, o jovem deu quatro tiros, atingindo a cabeça do agressor.

Depois do confronto, Rittenhouse foi perseguido por pelo menos uma dúzia de manifestantes. Na fuga, o jovem tropeçou e caiu. Com isso, os militantes tentaram atacá-lo, mas foram recebidos a balas. Anthony Huber, um dos militantes, morreu. Gaige Grosskreutz, que também estava entre os perseguidores, ficou ferido.

Na sequência, veículos da polícia chegaram. Rittenhouse caminhou em direção às viaturas com os braços levantados, indicando que não os enfrentaria.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.