China avança sobre a educação brasileira e inaugura escola no Rio

Reportagem publicada na Revista Oeste já havia mostrado o apetite do Partido Comunista por colégios
-Publicidade-
O secretário-geral do PCC, Xi Jinping, durante visita a uma escola em Pequim, em 2013 | Foto: Divulgação/Xinhua
O secretário-geral do PCC, Xi Jinping, durante visita a uma escola em Pequim, em 2013 | Foto: Divulgação/Xinhua

De olho na educação brasileira, o Partido Comunista da China (PCC) inaugurou na cidade do Rio de Janeiro a primeira Escola Chinesa Internacional. A instituição foi criada com financiamento da ditadura e de empresários do país asiático. Segundo o site do colégio inaugurado em 11 de maio, o objetivo é proporcionar “ensino de qualidade”. O modelo será o da educação básica chinesa, com ensinos do pensador Confúcio, e em ambiente trilíngue: mandarim, português e inglês.

“China faz aporte milionário em sindicatos brasileiros”

-Publicidade-

Os mantenedores já investiram R$ 3 milhões no negócio, com a finalidade de aprimorar a estrutura. Hoje, a unidade educacional tem tablets, quadros-negros digitais e um robô que conversa em mandarim com os alunos, corrigindo sua pronúncia. Ainda este ano, o governo estrangeiro pretende abrir uma filial em São Paulo, onde a comunidade chinesa é muito maior — o PCC já fez investimentos no Colégio São Bento, na capital paulista. Atualmente, cerca de 300 mil chineses vivem no Brasil.

“O que a China e Anthony Fauci têm a ver com a origem do coronavírus?”

Reportagem publicada na Revista Oeste revelou que os chineses utilizam a educação como ferramenta de sharp power (instrumento de influência passiva em outros países). No Reino Unido, o PCC adquiriu 15 escolas particulares à beira da falência durante a epidemia de coronavírus, entre elas, centros de estudo do pensamento conservador. Do total, nove são de propriedade de empresas cujos fundadores ou chefes estão entre os membros mais importantes da ditadura asiática.

Leia a reportagem completa “O jogo do Partido Comunista da China” na Edição 58 da Revista Oeste

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site