China quer “prevenir” feminização dos meninos

Proposta do Ministério da Educação chinês pretende ‘cultivar a masculinidade’ dos jovens
-Publicidade-
Xi Jinping não está satisfeito com a postura dos jovens chineses
Xi Jinping não está satisfeito com a postura dos jovens chineses | Foto: Reprodução/Flickr

O Ministério da Educação da China lançou no início deste mês o programa intitulado “Proposta de Prevenção da Feminização de Homens e Adolescentes”, que tem como objetivo “cultivar a masculinidade dos alunos”. O texto recomenda que as escolas reformulem suas aulas de educação física, contratando ex-atletas e outros profissionais com experiência esportiva para lecionar. O anúncio está relacionado a uma declaração, feita em maio do ano passado pelo consultor do governo Si Zefu, de que muitos jovens chineses tinham se tornado “fracos” e “tímidos”. Para ele, essa “feminização” estaria acontecendo porque a maioria das crianças é criada por sua mãe ou avós, e o fenômeno poderia pôr em risco a “sobrevivência e o desenvolvimento da nação chinesa”. Além disso, o próprio ditador do país, Xi Jinping, já deixou claro seu desejo de que a China tivesse grandes estrelas no mundo do esporte, especialmente no futebol.

Leia também: “China persegue cidadãos que criticam a ditadura pelas mídias sociais”

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.