Revista Oeste - Eleições 2022

China tem pior taxa de desemprego da última década

País já enfrentava uma desaceleração do mercado imobiliário e outras preocupações nos setores de tecnologia, educação e geopolítica
-Publicidade-
Li Keqiang, primeiro-ministro da China, disse que estabilizar o mercado de trabalho para os formandos é uma das prioridades do governo
Li Keqiang, primeiro-ministro da China, disse que estabilizar o mercado de trabalho para os formandos é uma das prioridades do governo | Foto: Gil Corzo/Shutterstock

Mais de 10 milhões de recém-formandos chineses enfrentam a pior taxa de desemprego da última década, pouco mais de 18%. Conforme noticiou a agência de notícia Reuters na quinta-feira 23, as rigorosas restrições no país aumentaram ainda mais os problemas econômicos.

“O contrato social do governo com o povo era ‘fique fora da política e nós te garantimos que a cada ano você vai estar melhor'”, disse Michael Pettis, professor da Universidade de Pequim. “Sem essa garantia, o que pode acontecer?”

A China já enfrentava uma desaceleração do mercado imobiliário, entre outras preocupações nos setores de tecnologia, educação e geopolítica. O desemprego da juventude pode colocar em xeque a tentativa de reeleição a um terceiro mandato do ditador Xi Jinping (do Partido Comunista Chinês), presidente da China.

-Publicidade-

Segundo a Randstad, empresa de recrutamento chinesa, o nível de desemprego no país é o pior desde a crise de 2008 e 2009. Neste ano, as novas contratações caíram entre 20% e 30% em relação ao ano passado. A estimativa é que o déficit tenha sido de pouco mais de 6%.

Li Keqiang, primeiro-ministro da China, disse que estabilizar o mercado de trabalho para os formandos é uma das prioridades do governo. De acordo com ele, as empresas do país vão abrir novas vagas de emprego para os recém-graduados. Além disso, outras oportunidades vão ser destinadas aos demais trabalhadores da China.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

  1. TBT# PCC

    GRANDE LIDER – Vamos liberar um vírus mortal, destruir o ocidente e tornar a China a maior potência do mundo.

    RÉCUA – Sim grande líder! (Aplausos efuisvos)

    GRANDE LIDER – Com a economia do ocidente destruída, será fácil inserir candidatos pagos por nós para implantar o comunismo na Europa e na América do Norte.

    RÉCUA – Sim grande líder, a pobreza extrema facilitará o caminho dos nossos candidatos, assim como ocorre na América do Sul (aplausos efuisvos).

    GRANDE LIDER – Camaradas do conselho comunista, vamos votar pela aprovação dessa medida nas novas urnas eletrônicas Smart Má China.

    SUB-SECRETÁRIO DA RÉCUA – Grande líder ! Eu tenho um questão para apresentar ao conselho dos 500:
    – Se destruímos a economia do ocidente, quem irá comprar os nosso produtos ?

    GRANDE LIDER – Essas questões menores serão resolvidas depois de implantarmos a felicidade geral no mundo, que só o comunismo pode trazer.

    – Segurancas ! Levem o sub-secretário para o ministério da extrema felicidade, para fazer o curso de reciclagem nos campos de arroz.

    – Vamos a votação !

    SEGUNDO SUB-SECRETÁRIO – Venho anunciar o resultado da votação da gloriosa moção, apresentada por nosso grande líder.

    – Foram 500 votos a favor e 0 contra !

    RÉCUA – (Aplausos efusivos, abraços calorosos e fogos de artifício sob o fundo da internacional socialista)

    SEGUNDO SUB-SECRETÁRIO – Grande líder ! Gostaria de pedir a palavra pela ordem.

    – Se o Sub-secretário não votou, não devia ter sido 499 x O ?

    GRANDE LIDER – Nossas urnas são as mesma utilizadas na eleição do Brasil, e por isso são invioláveis, inquestionáveis e inquebraveis, feitas com a mesma segurança e qualidade dos nossos brinquedos.

    – Segurança! Favor acompanhar o segundo sub-secretário para o curso de atualizado no STF do Brasil.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.