Cientista chinesa suspeita de espionagem é presa nos EUA

Juan Tang fraudou documentos para entrar nos Estados Unidos
-Publicidade-
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump | Foto: DIVULGAÇÃO/FLICKR
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump | Foto: DIVULGAÇÃO/FLICKR | O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump | Foto: DIVULGAÇÃO/FLICKR

Juan Tang fraudou documentos para entrar nos Estados Unidos

eua
O presidente dos EUA, Donald Trump
Foto: DIVULGAÇÃO/FLICKR

Na quinta-feira 23, a cientista chinesa Juan Tang foi presa pela Justiça norte-americana. Ela fraudou documentos e escondeu os vínculos com o Exército de Libertação do Povo da China, conforme noticiou Oeste.

-Publicidade-

A mulher estava foragida num consulado chinês em São Francisco, na Califórnia.

Contudo, os agentes do FBI conseguiram prendê-la. Tang trabalhava na Universidade da Califórnia e está sob suspeita de espionagem. Os EUA acusam a China de roubar informações sobre a vacina capaz de vencer a covid-19.

Na semana passada, Donald Trump mandou fechar uma embaixada chinesa em Houston, no Texas.

Dessa forma, depois da decisão da Casa Branca, o Partido Comunista da China resolveu desativar a missão diplomática norte-americana em Chengdu. A prisão de Tang ocorre em meio às fortes tensões entre os dois países.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.