Colômbia vai se tornar aliado extra-Otan, anunciam EUA

A designação é concedida a aliados próximos que têm relações de trabalho estratégicas com a Casa Branca
-Publicidade-
O convite foi feito por Joe Biden durante encontro com o presidente da Colômbia, Iván Duque, na quinta-feira 10
O convite foi feito por Joe Biden durante encontro com o presidente da Colômbia, Iván Duque, na quinta-feira 10 | Foto: Reprodução/Twitter

Os Estados Unidos pretendem firmar um acordo com a Colômbia para que o país latino se torne um aliado “extra” da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan). O anúncio foi feito pelo presidente Joe Biden na quinta-feira 10 ao presidente colombiano, Iván Duque, durante conversas na Casa Branca.

A designação extra-Otan é concedida pelos EUA a aliados próximos que têm relações de trabalho estratégicas com Washington, mas não são membros da aliança.

Com a designação oficial, o país, que já tem o status de “parceiro global” da aliança desde 2017, fortaleceria ainda mais sua associação bilateral e multilateral.

-Publicidade-

Os EUA consideram a Colômbia um país-chave em uma região turbulenta. Atualmente, o território colombiano abriga 1,9 milhão de migrantes da vizinha Venezuela.

A Argentina ganhou esse status em 1998 e o Brasil em 2019. Fora da região, outros 14 países também têm o status de aliado preferencial extra-Otan.

“A Colômbia é o eixo de apoio” do Hemisfério Sul, disse Biden a Duque. Os dois líderes não forneceram detalhes sobre o modelo esperado.

A reunião entre Biden e Duque aconteceu dias depois das negociações entre altos funcionários dos EUA e representantes do presidente venezuelano, Nicolás Maduro, em Caracas. O encontro levantou suspeitas na Colômbia, que tem relações tensas com a Venezuela, o aliado mais próximo da Rússia na América do Sul.

Depois do encontro, Biden disse que as duas nações se comprometeram a “apoiar a restauração da democracia” na Venezuela.

“Manteremos nossa mesma política externa, condenando a ditadura, chamando Nicolás Maduro pelo que ele é, um criminoso que cometeu crimes contra a humanidade, e continuaremos apoiando os irmãos da Venezuela na Colômbia com fraternidade”, disse Duque a jornalistas.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

  1. AVISO!!
    PARA OS MACAQUINHOS DESLUMBRADOS com os USA
    ISSO não serve absolutamente pra NADA…só problemas e dinheiro jogado fora.
    O USA entram com a cara e os paises que se associam entram com a bunda. Com exceção da França e Alemanha. que lucram..
    Os EUA só estão querendo socializar a conta pesada da Alemanha com os outros.
    EUA FRANÇA INGLATERRA Holanda
    NÃO SAO CONFIAVEIS

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.