Como Bill Gates previu a ameaça global produzida por um vírus

[caption id="attachment_235585" align="alignnone" width="1023"] Bill Gates - Foto: Reprodução/Flickr[/caption] “Se algo tiver potencial para matar 10 milhões de pessoas nas próximas décadas, não será uma guerra nuclear. Será um vírus”,…
-Publicidade-
| Foto: THOMAS HAWK/FLICKR

Bill Gates
Bill Gates – Foto: Reprodução/Flickr
-Publicidade-

“Se algo tiver potencial para matar 10 milhões de pessoas nas próximas décadas, não será uma guerra nuclear. Será um vírus”, disse Bill Gates num evento TED em 2015. Lembrando que a epidemia do vírus Ebola foi vencida porque ficou restrita a áreas rurais do oeste da África, Gates emendou: “Na próxima epidemia, o vírus vai pegar o avião e ir ao supermercado”.

O bilionário é um estudioso do tema. A Fundação Bill e Melinda Gates investe intensamente em pesquisas científicas com potencial de criar vacinas e remédios que combatam doenças infectocontagiosas. A instituição, por exemplo, tem doado anualmente cerca de 300 milhões de dólares a pesquisas relacionadas à malária.

Na palestra do TED, Gates destaca os aprendizados que a comunidade científica teve com a luta contra a epidemia de Ebola na África. Em 2014, o vírus matou 11 mil pessoas em países como Libéria, Serra Leoa e Guiné. A contaminação se dava, basicamente, em razão de práticas ancestrais funerárias. Os familiares dos mortos manuseavam os cadáveres, com o objetivo de prepará-los para o enterro, e contraíam a doença.

O Ebola ficou confinado a regiões rurais. “O próximo vírus fatal atingirá áreas urbanas”, previu Gates. E mais: ele também levantou a possibilidade de que a epidemia teria origem num patógeno aparentado da influenza — exatamente o caso do coronavírus.

O combate, Gates propõe, deve reunir instituições de saúde e militares. “As Forças Armadas têm larga experiência em logística. Conseguem chegar rápido a lugares de difícil acesso e atuar de modo planejado”, ressalta. No vídeo a seguir, Gates apresenta uma estratégia de combate a pandemias.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site