China: redes sociais de influenciadora somem depois de multa milionária

Huang Wei, cujo apelido é Viya, conhecida como a “rainha do live streaming”, é considerada um ícone do comércio on-line
-Publicidade-
A <i>influencer</i> Viya recebeu uma multa sem precedentes por sonegação fiscal
A influencer Viya recebeu uma multa sem precedentes por sonegação fiscal | Foto: Reprodução/Visual China G

As contas nas redes sociais chinesas de uma das maiores influenciadoras digitais do país asiático sumiram nesta terça-feira, 21.

Huang Wei, de 36 anos, cujo apelido é Viya, conhecida como a “rainha do live streaming” é considerada um ícone do comércio on-line, com mais de 110 milhões de seguidores nas redes sociais.

Na segunda-feira 20, a Administração Tributária do Estado aplicou uma multa sem precedentes de US$ 210 milhões (mais de R$ 1,2 bilhão) à influencer por sonegação de impostos.

-Publicidade-

Ela chegou a pedir desculpas logo depois de a punição ser anunciada, dizendo que se sentia “profundamente culpada” e pagaria as multas dentro do prazo.

No entanto, isso não foi suficiente. Hoje, as contas de Viya desapareceram das principais plataformas on-line.

A página dela na loja de e-commerce Taobao, de propriedade do gigante Alibaba, também não pôde ser acessada.

As buscas por sua conta no Weibo, uma espécie de Twitter chinês, e Duyin — a versão chinesa do TikTok — também não retornaram resultados.

As autoridades reguladoras chinesas que monitoram a internet costumam ordenar o fechamento de contas na rede de pessoas que perderam as simpatias do regime comunista, que governa o país.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

  1. Aqui no Brasil também o STF manda fechar conta dos que discordam deles. Prendem jornalista e políticos opositores . Bem parecido com o comunismo da China

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.