Mandetta é outro a entrar no circuito em busca por diplomacia com a China

Conversa entre ministro da Saúde e embaixador da China vai no alinhamento do Ministério da Agricultura de evitar que atritos entre Brasil e Pequim contamine os acordos comerciais. Sobretudo em um período de enfrentamento ao coronavírusnegoc
-Publicidade-
Ex-ministro é alvo de uma ação civil pública por supostos desvios na saúde | Foto:  | Foto: Isac Nóbrega/PR
Ex-ministro é alvo de uma ação civil pública por supostos desvios na saúde | Foto: | Foto: Isac Nóbrega/PR
DEM quer Mandetta candidato a presidente em 2022 |
Foto: Isac Nóbrega/PR

Além da ministra da Agricultura, Tereza Cristina, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, foi outro que entrou no circuito para pacificar a relação entre os governos brasileiro e chinês. Oficialmente, a Embaixada da China destaca que a conversa na terça-feira, 7, entre o ministro e o embaixador, Yang Wanming, foi para reforçar a cooperação bilateral em busca do compartilhamento de experiências no combate ao coronavírus. Mas o diálogo teve um forte tom de diplomacia.

O ministro atuou como um “bombeiro” para manter firme a “ponte” com a China, o maior parceiro comercial com o Brasil. Principalmente em tempos de coronavírus, a última coisa que Mandetta deseja é qualquer espécie de retaliação do governo e de empresas chinesas em acordos comerciais por insumos que auxiliem no combate à pandemia.

-Publicidade-

A conversa foi buscada pelo ministro. Mandetta e Wanming dialogaram no mais alto nível de cordialidade, dizem interlocutores da embaixada. Eles explicam que não veem no ministro a intenção de criar uma espécie de diplomacia “paralela”, mas o aceno foi bem visto no sentido de pacificação do relacionamento.

Apesar de ver Mandetta como um elo do bom diálogo com o governo brasileiro, Pequim ainda exige uma retratação do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). A China mantém ratificada o desejo por um pedido de desculpas do Brasil após um post nas redes sociais feito pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

4 comentários

  1. Os chineses esconderam essa epidemia até não poder mais e em pleno surto liberaram mais de 7 milhões (ano novo chinês) para viajar pelo mundo. Estive em Portugal em Janeiro e tropeçava em chineses aos quatro cantos. Precisam ser responsabilizados por essa pandemia. Omitiram dados, número de infectados, censuraram profissionais que denunciavam precocemente a gravidade da doença e até hoje não são transparentes em nada. Compram tudo e silenciam muitos com chantagens econômicas. Torço para que EUA e Brasil façam uma aliança no campo alimentar para mostrar aos chineses o tamanho de sua dependência. O embaixador chines deveria ser convidado a se retirar do país.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site