Crise no Peru: Manuel Merino renuncia à presidência

Presidente interino estava a menos de uma semana no cargo
-Publicidade-

Presidente interino estava a menos de uma semana no cargo

Manuel Merino renunciou ao cargo de presidente neste domingo, 15. Foto: Wikimedia Commons

Após um dia de intensos protestos que levaram o Peru a uma grave crise política, Manuel Merino renunciou ao cargo de presidente neste domingo, 15. “Eu, como você, quero o melhor para este país”, disse Merino antes de anunciar sua renúncia “irrevogável”, de acordo com o site da BBC News.

-Publicidade-

Merino é acusado de ajudar a orquestrar o impeachment de seu antecessor, Martin Vizcarra. Ele foi o terceiro presidente a assumir o cargo em menos de quatro anos e ficou apenas cinco dias no poder. A renúncia ocorre depois de manifestações que deixaram dois mortos, mais de 100 feridos e 41 desaparecidos, além da renúncia de 13 dos 18 ministros do governo peruano.

O atual líder do Congresso, Luiz Valdes, é o próximo na linha de sucessão.

Confira a evolução da covid-19 no Brasil e no mundo. O Peru é o terceiro país do mundo com mais mortes por milhão de habitantes. 

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.