Democrata Eric Adams é eleito prefeito de Nova Iorque

Ex-capitão da polícia se tornou o segundo homem negro a governar a maior cidade dos EUA
-Publicidade-
O democrata assumirá o cargo em 1º de janeiro de 2022
O democrata assumirá o cargo em 1º de janeiro de 2022 | Foto: Eduardo Munoz/Associated Press

Ex-capitão da polícia, o democrata Eric Adams se tornou o novo prefeito de Nova Iorque nesta quarta-feira, 3. Adams, que tem 61 anos, derrotou o candidato republicano Curtis Sliwa, um apresentador de talk show de 67 anos.

O democrata assumirá o cargo em 1º de janeiro de 2022, sucedendo Bill de Blasio. E administrará um orçamento de quase US$ 100 bilhões para o ano fiscal de 2021-2022, o maior de um município dos EUA.

Eric Adams, terá de enfrentar as consequências econômicas da pandemia de covid-19, que atingiu duramente a cidade, assim como a insegurança, principal preocupação de parte do eleitorado, que confia nele devido à experiência de 22 anos na polícia.

-Publicidade-

Ao contrário de De Blasio, Adams tem cortejado líderes empresariais, que, segundo ele, devem desempenhar um papel importante na recuperação econômica da cidade.

Adams se apresenta como um líder determinado, defensor das classes média e popular, e leva a bandeira da luta contra a discriminação racial.

Perfil

Membro da ala mais tradicional do Partido Democrata e filho de uma família pobre do Brooklyn, Adams é vegano e se apresenta como um defensor das classes média e popular, mas diz também ser “amigo” dos empresários.

Adams afirma que chegou a ser espancado pela polícia aos 15 anos, quando era um jovem infrator, e prometeu a si mesmo que faria todo o possível para “mudar o sistema por dentro”. Agora, vai comandar a maior força policial do país, a NYPD — Departamento de Polícia de Nova Iorque, na sigla em inglês —, que tem 36 mil funcionários.

Ele mesmo chegou a fazer parte da NYPD. Adams virou policial na década de 80, em um momento de extrema violência na cidade, e chegou ao cargo de capitão após 22 anos na corporação. Em 1995, fundou um sindicato para combater o racismo.

Após deixar a polícia, em 2006, Adams foi eleito senador pelo estado de Nova Iorque e, mais tarde, presidente do Brooklyn.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

7 comentários Ver comentários

  1. O cara aos 15 anos era um infrator e foi espancado pela polícia, ou seja, ao invés de falar em mudar o sistema por dentro como se tivesse errado, ele deveria era agradecer aos policiais que lhe deram a taca, pois ele mesmo se tornou um policial e depois senador e agora o prefeito que comandará 35mil homens da NYPD, tudo isso graças ao cassete que levou!

  2. Sempre a mesma fala. Ah! O cara é negro. Ah! O cara é vegano, gay, pobre, sofreu violência… Quanta merda repetida… O cara é humano, foi eleito para mudar a história da cidade, que desenvolva um trabalho de qualidade, isso basta! Chega de vitimismo! Agora chegou a vez dele, que faça a diferença que a população precisa e nada mais. O resto é blá, blá, blá de medíocres.

  3. agora o bicho va pegar, o capitão nascimento virou prefeito. ahhh ta. falou racismo? então só existe racismo contra negros, gays e lesbicas?
    Agora o bicho vai pegar… o cara é vegano?
    agora o bicho vai pegar? o cara já foi senador e NY foi ficando pior?
    agora o bicho vai peidar….

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.