Revista Oeste - Eleições 2022

Em crise, Netflix corta produções

Entre outras providências, a empresa vai cobrar de quem repartir senhas e introduzir publicidade na sua programação
-Publicidade-
Foto/Reprodução: Divulgação
Foto/Reprodução: Divulgação | Netflix

A Netflix perdeu 200 mil usuários e o preço de suas ações caiu 40%. Como a perspectiva futura não parece ser das melhores, a empresa resolveu tomar algumas atitudes drásticas, segundo o jornal The Sun.

Uma dessas providências vai ser cortar algumas produções. O filme The Wrap (adaptação da história em quadrinhos The Twits) já foi paralisada. O filme Bright 2, estrelado por Will Smith, também.

A Netflix também anunciou que vai agir para evitar que senhas sejam divididas entre familiares e amigos fora da residência. Nesse caso, um preço adicional será acrescentado à mensalidade.

-Publicidade-

Outra providência que está sendo pensada pela direção da empresa é introduzir publicidade na sua programação. Mas ainda não foi divulgado como isso seria concretizado.

O The Sun lembra que a Netflix começou como uma locadora em 1997, mudou para o streaming dez anos depois e chegou a 220 milhões de assinantes. Mas a recente crise despertou para o fato que o serviço está enfrentando uma poderosa concorrência. E, segundo seus críticos, se rendeu demais à onda de produções lacradoras.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

5 comentários Ver comentários

  1. Difícil achar algo bom na Netflix. As produções deles, quando não são propagandas de ideologia de gênero, ferem a nossa inteligência com enredos pobrinhos.

  2. O cancelamento continua dando efeito positivo de maneira geral. A grande maioria está dando o troco em tudo e todos q tentam nos impor suas idiotices e vertentes comunistas. Em Outubro o cancelamento vai atuar tbem na ORCRIM da Câmara e do Senado. Vida que segue para melhor isto é FATO.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.