Em pleito contestado, Bashar Al-Assad é reeleito presidente da Síria

Atual mandatário recebeu 95,1% dos votos
-Publicidade-
Assad é apoiado por Irã e Rússia
Assad é apoiado por Irã e Rússia | Foto: Reprodução/Flickr

Bashar Al-Assad foi reeleito presidente da Síria, com 95,1% dos votos, para assumir seu quarto mandato. A informação foi confirmada por autoridades do país na noite de ontem, quinta-feira 27.

As eleições foram marcadas por tensões internacionais e boicotes, além de não ter legitimidade reconhecida pelos opositores Abdallah Saloum Abdallah, ex-vice-ministro de gabinete, e Mahmoud Ahmed Marei, chefe do partido de oposição.

O processo eleitoral, controlado pelo regime de Assad, foi questionado pela Organização das Nações Unidas (ONU), que pediu votação sob supervisão internacional. A supervisão, todavia, não ocorreu.

-Publicidade-

Alemanha, Estados Unidos, França, Itália e Reino Unido afirmaram na terça-feira 25 que a eleição não seria livre ou justa. Outras nações, como Irã e Rússia, apoiam Assad.

Com o novo mandato de sete anos, Assad completará 28 anos no poder. Ele assumiu a cadeira em julho de 2000, quando seu pai, Hafez Al-Assad, foi morto.

Leia também: “O inferno afegão em nova fase”, artigo de Dagomir Marquezi publicado na Edição 58 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

2 comentários Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.