Revista Oeste - Eleições 2022

Escassez de produtos básicos preocupa a China

Supermercados de Pequim estão sem papel higiênico, alimentos enlatados, macarrão instantâneo e arroz
-Publicidade-
Xangai enfrenta um surto de covid-19
Xangai enfrenta um surto de covid-19 | Foto: Reprodução/Flickr

A escassez de produtos básicos em supermercados chineses está preocupando as autoridades do país. Isso porque, em razão das medidas restritivas impostas para conter um novo surto de covid-19 em Xangai, as cadeias de produção foram parcialmente interrompidas.

Em Pequim, onde bairros residenciais foram fechados nas últimas semanas, as gôndolas dos supermercados estão sem papel higiênico, alimentos enlatados, macarrão instantâneo e arroz. A cidade verificou um aumento no número de casos da doença no mês passado, e as autoridades locais informaram nesta terça-feira, 12, que registraram 31 infecções nas primeiras horas do dia.

-Publicidade-

À medida que o novo surto da variante Ômicron se espalha pelo país, os chineses se aglomeram em supermercados para estocar produtos básicos. Os habitantes de Pequim têm receio de que o bloqueio imposto a Xangai também seja estabelecido na capital.

As medidas restritivas adotadas pelo Partido Comunista da China (PCC) levaram não apenas ao racionamento de alimentos em Xangai, como também a uma onda de manifestações populares. Na segunda-feira 11, as autoridades locais informaram que a cidade registrou 23 mil infecções em 24 horas.

Na plataforma chinesa Weibo, semelhante ao Twitter, os usuários divulgaram listas de itens fundamentais para estocar, incluindo carne congelada, atum enlatado, pasta de dente e ração para animais de estimação. Outros internautas compartilharam conselhos sobre como plantar vegetais em casa e congelar tofu, de modo a mantê-lo fresco por mais tempo.

Leia também: “A China pode unir ou contagiar o Ocidente”, artigo de Adriano Gianturco publicado na Edição 95 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

7 comentários Ver comentários

  1. Adivinhem para quem eles vão correr? Exatamente como o resto do mundo, adeptos do “a economia a gente vê depois”? 🤷🏻‍♀️🤷🏻‍♀️

  2. Como pode um país como esse, transformar-se numa potência ecônomica, tendo líderes tão imbecis????? Já está mais que claro que esse fechamento cretino não resolve nada e continuam com a mesma política de suicídio econômico. Acho que parte do cérebro chinês é ching ling, só pode!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.