EUA alertam para expansão nuclear da China

Relatório do Pentágono aponta que o país asiático está aumentando a infraestrutura de suas forças nucleares
-Publicidade-
Imagem de satélite divulgada pelo jornal The New York Times mostra locais dos silos de mísseis da China
Imagem de satélite divulgada pelo jornal The New York Times mostra locais dos silos de mísseis da China | Foto: reprodução/NYT

Um documento elaborado pelo Departamento de Defesa dos Estados Unidos (EUA) alerta que a China está expandindo suas capacidades de armas nucleares mais rapidamente do que se acreditava. O aviso consta em um relatório do Pentágono entregue ao Congresso americano, publicado na quarta-feira 3.

“A República Popular da China pretende ter pelo menos mil ogivas nucleares até 2030, excedendo o ritmo que o Departamento de Defesa projetou em 2020”, informou o Pentágono.

“A China está investindo e expandindo o número de suas plataformas de lançamento nuclear terrestre, marítima e aérea e construindo a infraestrutura necessária para apoiar esta grande expansão de suas forças nucleares”, explicou o Departamento de Defesa.

-Publicidade-

A nova estimativa do Pentágono que aponta o número de mil ogivas nucleares até 2030 é baseada em uma avaliação de sua capacidade de produção. A modernização das forças nucleares pela China levanta questões sobre as reais intenções do país. A publicação do relatório vem no momento em que Washington está em alerta sobre a modernização militar chinesa e o aumento das tensões entre as duas maiores economias do mundo.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.