EUA impõem sanções à Rússia por suposta interferência em eleição

Ao todo, 32 entidades russas foram penalizadas
-Publicidade-
Biden e Putin não têm uma relação amistosa
Biden e Putin não têm uma relação amistosa | Foto: Reprodução/Mídias Sociais

O governo dos Estados Unidos anunciou nesta quinta-feira, 15, sanções financeiras à Rússia. A medida é uma resposta do presidente Joe Biden à suposta interferência dos russos nas eleições presidenciais norte-americanas de 2020. Ao todo, 32 entidades foram penalizadas, segundo o portal G1. A partir de junho, as instituições financeiras dos Estados Unidos serão proibidas de comprar títulos em rublo russo. Em março, o governo norte-americano já havia imposto sanções à Rússia em resposta ao envenenamento do líder da oposição Alexei Navalny, crime que o presidente Vladmir Putin nega ter tido qualquer envolvimento.

Leia também: “A fraqueza explícita diante dos adversários”, artigo de Ana Paula Henkel publicado na Edição 55 da Revista Oeste

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site