Revista Oeste - Eleições 2022

EUA pressionam para Canadá acabar com protestos

Fábricas de automóveis anunciaram a redução ou suspensão da produção por falta de peças e equipamentos
-Publicidade-
Desde 29 de janeiro, caminhoneiros pedem o fim da obrigatoriedade da vacinação e demais restrições para conter a covid-19
Desde 29 de janeiro, caminhoneiros pedem o fim da obrigatoriedade da vacinação e demais restrições para conter a covid-19 | Foto: Reprodução/YouTube

Fábricas de automóveis no Canadá anunciaram na quinta-feira 10 que reduziram ou suspenderiam a produção por falta de suprimentos.

As indústrias são afetadas por protestos de caminhoneiros que bloqueiam vias de acesso às principais cidades do país.

Desde 29 de janeiro, caminhoneiros pedem o fim da obrigatoriedade da vacinação e demais restrições para conter a covid-19. Eles avisaram que não voltarão ao trabalho até a retirada das exigências.

-Publicidade-

A situação se agravou nesta semana com o fechamento parcial da Ponte Ambassador, que liga Windsor, no Canadá, a Detroit, nos EUA (a fronteira terrestre mais importe da América do Norte). A via é uma rota importante para a indústria automobilística.

A Ford informou que as fábricas em Oakville e Windsor estavam funcionando com capacidade reduzida. Já a Toyota avisou que não conseguirá operar nenhuma das suas três fábricas no Canadá até o fim da semana.

A General Motors afirmou ter cancelado dois turnos na fábrica de Lansing, capital de Michigan, nos EUA, por falta de peças. A Stellantis também interrompeu turnos em plantas nos EUA e no Canadá.

“Poderes federais” para impedir os bloqueios no Canadá

O governo EUA sugeriu na quinta-feira 10 que o Canadá use poderes federais para aliviar os bloqueios que estão causando problemas econômicos na rota comercial entre os dois países.

“Usem poderes federais para resolver esta situação em nossa fronteira conjunta”, disse o secretário de Segurança Interna dos EUA, Alejandro Mayorkas.

“As autoridades de fronteira e alfândega dos EUA e do Canadá estão trabalhando com grande urgência para garantir o fluxo contínuo de bens e serviços em nossa fronteira internacional, aproveitando rotas terrestres alternativas, bem como opções aéreas e marítimas”, concluiu.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

6 comentários Ver comentários

  1. Os caminhoneiros do Canadá tem problema com o seu governo, e os fabricantes de veículos dos EUA dependem da pressão do seu governo para receberem o que precisam. A lógica é simples: o governo que pare de se meter onde não deve, que tudo volta a funcionar bem.

  2. Que apenas não cedam como espero que se intensifique no mundo todo, caso contrário a política suja da covid e suas medidas descabidas permanecerão.

  3. ueééééé!?
    MAS PROTESTOS NA UCRANIA PODE?!!

    ANGLO-SAXÕES SENDO AQUILO QUE SEMPRE FORAM…
    MENTIROSOS, DISSIMULADOS…VERDADEIRO CANALHAS!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.