EUA voltam ao Conselho de Direitos Humanos da ONU

Mandato de três anos começa no dia 1º de janeiro de 2022
-Publicidade-
Conselho de Direitos Humanos da ONU voltou a contar com os Estados Unidos
Conselho de Direitos Humanos da ONU voltou a contar com os Estados Unidos | Foto: Reprodução/Redes sociais

Mais de três anos depois de terem deixado a entidade por decisão do então presidente Donald Trump, os Estados Unidos retornaram nesta quinta-feira, 14, ao Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU).

Em reunião da Assembleia Geral das Nações Unidas, os EUA receberam 168 votos na eleição realizada com os 193 membros do órgão. O mandato de três anos começa no dia 1º de janeiro de 2022.

Leia mais: “Pedidos de seguro-desemprego nos EUA se aproximam do pré-pandemia”

-Publicidade-

“Os EUA terão uma oportunidade de demonstrar quão sério o governo de Joe Biden é para tornar os direitos humanos centrais para suas políticas doméstica e externa”, avaliou o diretor da Human Rights Watch na ONU, Louis Charbonneau, relata a agência Reuters. “Com muitos passos em falso até agora, eles deveriam usar seu tempo neste conselho para defender os direitos humanos igualmente entre amigos e inimigos.”

Leia também: “Exército dos Estados Unidos participa de exercício militar no Brasil”

Na eleição desta quinta-feira, a Assembleia Geral da ONU elegeu também Cazaquistão, Gâmbia, Benin, Catar, Emirados Árabes Unidos, Malásia, Paraguai, Honduras, Luxemburgo, Finlândia, Montenegro e Lituânia e reelegeu Camarões, Eritreia, Somália, Índia e Argentina. Os EUA receberam o segundo menor número de votos, superando apenas a Eritreia (144).

Leia também: “Escolas nos EUA se unem contra o ‘divisionismo’ e proíbem bandeiras LGBT e do Black Lives Matter”

Com informações da agência Reuters

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.