Ex-diretor revela que trabalhou para tornar o Facebook viciante

Mas agora executivo teme que estratégia acarrete a uma "guerra civil"
-Publicidade-
Foto: Canva
Foto: Canva | facebook viciante - tim kendall

Mas agora executivo teme que estratégia acarrete em uma “guerra civil”

facebook viciante - tim kendall
Foto: Canva
-Publicidade-

Ex-diretor de monetização do Facebook, Tim Kendall registrou críticas à estratégia adotada pela plataforma de rede social comandada pelo norte-americano Mark Zuckerberg. Em depoimento a uma comissão da Câmara dos Representantes do Estados Unidos, cujo o teor foi divulgado nesta semana, o executivo assume que ele próprio trabalhou para fazer com que a empresa se tornasse algo viciante, como cigarro.

Leia mais: “Facebook, Twitter e YouTube se unem contra ‘conteúdo prejudicial’”

“Pegamos uma página do manual da big tobacco, trabalhando para tornar nossa oferta viciante desde o início”, afirmou Kendall, conforme divulgado pelo site Business Insider. Nesse sentido, o antigo integrante do alto escalão do Facebook afirmou que a companhia tende a fazer com que se tenha “crise de saúde mental.”

“Serviram para separar as pessoas com velocidade e intensidade alarmantes”

Apesar de iniciativas como a do Facebook serem globalmente reconhecidas como redes sociais, Kendall afirmou que a plataforma caminha pelo lado oposto. “Os serviços de mídia social construídas nos últimos 15 anos serviram para separar as pessoas com velocidade e intensidade alarmantes”, destacou o ex-diretor do Facebook.

Risco de guerra

Tim Kendall fol além da comparação da empresa em que trabalhou com o cigarro. De acordo com ele, a ação viciante pode resultar em problemas fora do ambiente virtual. O executivo imagina que conflito pode ocorrer nos Estados Unidos. “No mínimo, corroemos nosso entendimento coletivo — na pior das hipóteses, temo que estejamos nos forçando a à beira de uma guerra civil.”

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 comments

  1. Não sei até onde continua a fantasia desse Senhor ou se existe de fato algo de tão grave quando uma guerra civil em decorrência das atitudes do Facebook.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site