FMI prevê recessão e pede solidariedade entre países

O Fundo Monetário Internacional (FMI) acredita que em 2020 a economia mundial deve encolher como consequência danos causados pela pandemia de coronavírus.
-Publicidade-
A diretora-presidente do FMI, Kristalina Georgieva
Foto: FMI/Flickr
A diretora-presidente do FMI, Kristalina Georgieva Foto: FMI/Flickr | A diretora-presidente do FMI, Kristalina Georgieva

Para a diretora-presidente do fundo, o impacto da crise do coronavírus será “tão ruim quanto durante a crise financeira global, ou pior”

O Fundo Monetário Internacional (FMI) acredita que em 2020 a economia mundial deva encolher como consequência dos danos causados pela pandemia de coronavírus.

-Publicidade-

De acordo com um comunicado divulgado pela diretora-presidente do FMI, Kristalina Georgieva, a recessão deverá ser “pelo menos tão ruim quanto durante a crise financeira global, ou pior”.

Ela destacou a importância de que a doença seja contida e os sistemas de saúde sejam reforçados. “O impacto econômico é e será severo, mas, quanto mais rápido o vírus parar, mais rápida e forte será a recuperação”, afirmou Kristalina, que acredita que a economia mundial pode voltar a crescer em 2021.

A solidariedade deve ser o mantra entre os países, visto que o custo humano não pode ser medido. Ela convidou todas as nações a trabalhar juntas para diminuir os custos para as pessoas e as consequências econômicas.

O comunicado foi divulgado após uma reunião do fundo com os ministros responsáveis pela economia e os presidentes dos bancos centrais, obviamente por videoconferência.

Com informações do G1

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.