-Publicidade-

França desiste de acordo de extradição com Hong Kong

Medida é vista como retaliação à nova legislação imposta pela China
Hong Kong faz mais um país se voltar contra a China | Foto: REPRODUÇÃO/INSTAGRAM
Hong Kong faz mais um país se voltar contra a China | Foto: REPRODUÇÃO/INSTAGRAM | hong kong - frança - acordo de extradição - china

Medida da França é vista como retaliação à nova legislação imposta pela China sobre o território

hong kong - frança - acordo de extradição - china
Hong Kong faz mais um país voltar-se contra a China | Foto: REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

O governo francês não irá, ao menos por ora, ratificar o acordo de extradição de suspeitos e foragidos com Hong Kong. Divulgada nesta segunda-feira, 3, a decisão é tida como forma de a França posicionar-se contra a última medida adotada pela China em relação à região autônoma.

Leia mais: “NY Times vai retirar parte de sua equipe de Hong Kong”

No fim de junho, Pequim pôs em prática no território de Hong Kong a chamada nova lei de segurança nacional. Dessa forma, pessoas da ilha podem ser transferidas para cumprir pena na China continental, o que não era possível até então na área que esteve sob administração do Reino Unido até 1997.

“À luz dos últimos desenvolvimentos, a França não procederá à ratificação do acordo de extradição assinado em 4 de maio entre a França e a Região Administrativa e Especial de Hong Kong”, informou o Ministério das Relações Exteriores do país europeu, conforme divulgado pela agência Ansa.

Além da questão da lei de segurança nacional, o adiamento das eleições em Hong Kong motivou a decisão das autoridades francesas.

Outros países

A França não é, no entanto, o primeiro país a retaliar Pequim. Desde que a China impôs a lei de segurança nacional, outras seis nações adotaram medidas similares. Nesse sentido, Alemanha, Austrália, Canadá, Estados Unidos, Nova Zelândia e Reino Unido estão em sintonia com os franceses.

 

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês