França vai acabar com toque de recolher e obrigatoriedade de máscara

Entretanto, a proteção facial ainda será exigida em ambientes lotados e mercados
-Publicidade-
O primeiro-ministro da França, Jean Castex
O primeiro-ministro da França, Jean Castex | Foto: Reprodução/YouTube

A partir da quinta-feira 17, o uso de máscara em locais públicos ao ar livre não será mais obrigatório na França — entretanto, a proteção facial ainda será exigida em ambientes lotados e mercados. A medida foi anunciada nesta quarta-feira, 16, pelo primeiro-ministro Jean Castex. O político também antecipou em dez dias, de 30 para 20 de junho, o fim do toque de recolher, que impede a permanência nas ruas francesas depois das 23 horas.

Leia também: “Presidente e premiê da França tomam café na calçada para comemorar reabertura de bares”

“A partir de amanhã [17], o uso de máscara ao ar livre não será mais obrigatório, exceto em certas circunstâncias (reuniões, lugares lotados, filas, mercados etc.)”, publicou Castex no Twitter. “O toque de recolher às 23h, que deveria ser aplicado até 30 de junho, será suspenso neste domingo [20]”.

-Publicidade-

 

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site