Henry Bemis e o mundo fora de foco

Dagomir Marquezi cita uma fábula envolvendo um bancário de aparência frágil que usava óculos de grau
-Publicidade-
Henry Bemis, personagem da série 'Além da Imaginação'; 'A expressão de desespero do ator Burgess Meredith chorando cercado de livros e com os óculos espatifados nas mãos trêmulas foi um trauma para minha geração', diz Marquezi

Em sua coluna publicada na Edição 69 da Revista Oeste, Dagomir Marquezi cita uma fábula envolvendo Henry Bemis, um bancário de aparência frágil que usava óculos de grau numa pequena cidade dos Estados Unidos. No fim da década de 1950, ele só queria uma coisa no mundo: ler.

“Lia livros, jornais, revistas, rótulos, bulas de remédio, qualquer coisa que ele pudesse. Mas ler era difícil quando estava no guichê do banco. E era ainda mais difícil em casa, com a presença da infernal esposa Helen”, escreve Marquezi. Até que houve um problema.

Leia outro trecho:

-Publicidade-

“O bancário decidiu então passar seus intervalos do almoço no cofre-forte do banco.  Trancava-se lá com lanche e leitura. Era seu único momento de paz. Numa dessas horas trancado, ocorreu uma guerra nuclear. Henry Bemis conseguiu sair do cofre e se deparou com as ruínas do apocalipse. Não havia mais ninguém, não havia mais nada. Mas descobriu que a coleção da biblioteca pública havia sido milagrosamente poupada.

Seu sonho havia sido realizado! Feliz da vida, Henry empilhou os livros que iria ler naquele ano, e nos anos subsequentes. Decide pegar mais um livro que estava desgarrado das pilhas. Seus óculos caem. E se espatifam no chão. ‘É injusto’, diz Bemis. ‘Agora que eu tinha todo o tempo do mundo…’

[…]

A trágica história de Henry Bemis serve como abertura do livro Through the Looking Glasses (Através dos Óculos), do escritor britânico Travis Elborough. Ele fala com carinho desse objeto que hoje é tão trivial que parece ter existido desde sempre. Além da utilidade, ele carrega uma simbologia. No rosto de quem o usa, pode remeter a inteligência. E também a fragilidade e envelhecimento. O autor lembra que o que separa Clark Kent do Super-Homem é um par de óculos.”

Revista Oeste

Além do artigo de Dagomir Marquezi, a Edição 69 da Revista Oeste traz reportagens especiais e textos de J. R. Guzzo, Augusto Nunes, Rodrigo Constantino, Guilherme Fiuza, Ana Paula Henkel, Evaristo de Miranda, entre outros.

Startup de jornalismo on-line, a Revista Oeste está no ar desde março de 2020. Sem aceitar anúncios de órgãos públicos, o projeto é financiado diretamente por seus assinantes. Para fazer parte da comunidade que apoia a publicação digital que defende a liberdade e o liberalismo econômico, basta clicar aqui, escolher o plano e seguir os passos indicados.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site