Índia quer aumentar importação de petróleo do Brasil

Declaração foi dada pelo ministro do Petróleo da Índia depois de encontro com o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque
-Publicidade-
Ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e ministro do Petróleo da Índia, Hardeep Singh Puri | Foto: Reprodução/Redes Sociais
Ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e ministro do Petróleo da Índia, Hardeep Singh Puri | Foto: Reprodução/Redes Sociais

Depois de se reunir com o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, o ministro do Petróleo da Índia, Hardeep Singh Puri, afirmou nesta quinta-feira, 21, que o país está buscando impulsionar as compras de petróleo do Brasil. O país asiático é o terceiro maior importador e consumidor de petróleo do mundo.

“Expressamos ao ilustre ministro que estamos dispostos a aumentar o nosso petróleo do Brasil repetidas vezes”, disse o ministro indiano, acrescentando que as empresas indianas também buscarão impulsionar o investimento em território brasileiro.

-Publicidade-

A Índia quer importar petróleo do Brasil sob “contratos especiais de longo prazo”, informou um comunicado do governo divulgado após a reunião, sem dar mais detalhes. Estatais indianas têm feito investimentos no setor de exploração de gás e petróleo do Brasil.

“Os dois lados reconheceram a importância do robusto investimento no setor brasileiro de petróleo e gás feito por empresas indianas e reafirmaram seu compromisso de salvaguardar os investimentos existentes, ao mesmo tempo em que incentivam novos investimentos bilaterais”, informou o governo indiano.

Albuquerque está em Nova Delhi para uma série de encontros, ontem ele se reuniu como o ministro dos Transportes Rodoviários e Rodovias da Índia. Na ocasião tratou das possibilidades de cooperação em bioenergia, etanol, biocombustíveis de nova geração, combustíveis sustentáveis de aviação e biogás.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

2 comentários Ver comentários

  1. E esta começando um NOVO MUNDO fora da escravidão do DÓLAR!
    As pessoas simples NÃO conseguem entender a sofisticação da NOVA ESCRAVIDÃO.
    É FINANCEIRA “stupid”!
    A Europa fazia escravidão DIRETA até século 19.
    A Inglaterra inovou com a escravidão das canhoneiras nos portos do mundo ….Os EUA apressaram, aperfeiçoaram e desenvolveram a ESCRAVIDÃO FINANCEIRA à partir da década de 70…quando fugiram do “Padrão OURO”.

    ATÉ QUANDO TEREMOS ESTUPIDOS NO MUNDO?!?
    QUE NÃO ENXERGAM ISSO?!
    Precisou a Guerra da Ucrânia e seu gigantesco Boicote/Roubo para o mundo CAIR A FICHA?!
    Eu já tinha alardeado isso quando dos episódios das “Queimadas da Amazônia” e “suas girafas incendiadas”.
    Não querem estradas e pontes (finalizadas) na região NORTE do Brasil..principalmente na região de RORAIMA!
    Desde o Governo Militar “eles” pegam pesado com o Brasil.
    Com o BOZO batendo o pé …empresas Nestle, volvo, Fiat, etc etc e holywood começaram a boicotar/difamar o Brasil.
    Até ai ninguém ligava ou percebia os tais embargo declarados (Cuba, Venezuela, Irã, etc) ou subliminares (como no Brasil)
    JÁ COM A RUSSIA…
    DESCANCAROU e ACENDEU SINAL DE ALERTA nas OUTRAS NAÇÕES…

    BRICS BRICS BRICS Já!!
    PRA ONTEM!

  2. Excelente.
    Estamos precisando de investimento em mais refinarias.
    EUA tem 135 refinarias e o Brasil apenas 16.
    Precisando construir algumas refinarias para desenvolver as regiões Norte e Centro-oeste.
    Mais fábricas de fertilizantes

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.