Inteligência artificial cria uma décima sinfonia de Beethoven

A composição foi montada a partir de esboços deixados pelo compositor alemão
-Publicidade-
Foto: divulgação.
Foto: divulgação. | Foto: divulgação

O compositor Ludwig van Beethoven oficialmente compôs nove sinfonias. Mas quando morreu, em 1827, deixou anotado o esboço de uma peça grandiosa, que não teve tempo de completar. Quase dois séculos depois, um programa de inteligência artificial desenvolveu essas anotações originais do compositor alemão numa possível Sinfonia Número 10. Segundo o jornal The Times, a construção musical feita pelo computador ficou tão boa que fica difícil distingui-la de uma composição original de Beethoven.

Leia mais: “Festival de Salzburgo traz o público de volta aos concertos

O programa de inteligência artificial construiu dois movimentos da sinfonia a partir de 250 linhas de pautas deixadas pelo autor. Na semana que vem, a peça vai conhecer sua estreia em Bonn, sua cidade natal.  Aqui, um trecho do terceiro movimento da “Décima” Sinfonia, com a Beethoven Orchestra de Bonn: 

-Publicidade-

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.