Lockdown no Reino Unido cria 900 mil pobres

Estudo é do Instituto Legatum, think tank liberal britânico
-Publicidade-
O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson
O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson | Foto: Kuhlmann/MSC/Wikimedia Commons

lockdown no Reino Unido jogou 900 mil pessoas na pobreza. É o que informou levantamento do Instituto Legatum. Think tank liberal, o grupo fez a pesquisa considerando dados de março de 2020 a fevereiro deste ano.

“O isolamento fez com que quase um milhão de pessoas vivessem na pobreza”, declarou Philippa Stroud, CEO da entidade e membro da Câmara dos Lordes do país, em entrevista publicada pelo jornal The Telegraph, neste domingo, 25.

Membro do Partido Conservador, Philippa é crítica do primeiro-ministro Boris Johnson. Segundo ela, caso o governo adote novas medidas de restrição, o número de britânicos com dificuldades financeiras deve aumentar.

-Publicidade-

No entanto, se o Poder Executivo continuar flexibilizando as atividades econômicas e não retroceder, o número de pobres pode cair para 700 mil até fevereiro de 2022, disse com base no estudo feito pelo Legatum.

Lockdown no Reino Unido

O primeiro-ministro Boris Johnson iniciou o isolamento social radical em março do ano passado. Contudo, depois de pressões do seu próprio partido e da insatisfação popular, flexibilizou as restrições em fevereiro deste ano.

Conforme noticiou a Revista Oeste, Johnson foi flagrado em uma festa no número 10 da Downing Street, sede do governo, durante o período mais duro da pandemia de coronavírus e do lockdown no Reino Unido.

Leia também: “O fracasso do lockdown”, reportagem publicada na Edição 45 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

6 comentários Ver comentários

  1. Trata-se de mais um direitista de araque, vendido a interesses globalistas. Até a imprensa britânica passou a uma postura dócil com o descabelado, após as ações tirânicas de seu governo.

    1. Trata-se de mais um direitista de araque, vendido a interesses globalistas. Até a imprensa britânica passou a uma postura dócil com o descabelado, após as ações tirânicas de seu governo.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.