Mesmo com vacinação, Hungria registra novo surto de covid

Em 10 dias, a quantidade de mortes de novembro já é maior que em todo o mês de outubro
-Publicidade-
Hungria já registrou quase 60 mil novos casos em novembro
Hungria já registrou quase 60 mil novos casos em novembro | Foto: lmaresz/Pixabay

A Hungria já havia completado o ciclo vacinal contra a covid-19 de 60% de sua população em 31 de outubro, de acordo com o site Our World In Data, vinculado à Universidade de Oxford. Ainda assim, a quantidade de mortes relacionadas à doença no país nos dez primeiros dias de novembro (869) é 65% maior que a contagem total do mês anterior (539). O valor também é quase 30 vezes mais que o registro feito em agosto (32) — o menor para o país neste ano, segundo os dados mantidos pela Organização Mundial da Saúde.

No 11º mês deste ano, o número de húngaros mortos com a covid-19 por milhão de habitantes já havia chegado a 92,2 ontem — quase dez vezes mais que a quantia registrada no Brasil para a mesma faixa populacional em igual período (9,8), e bem perto de ser o dobro da taxa europeia (51,8).

-Publicidade-

Leia mais: “A evolução da doença no Brasil e no mundo”, painel de Oeste sobre a pandemia

Entre 1º e 10 de novembro, 59,6 mil novos pacientes tiveram diagnóstico positivo para a doença no país. Esse valor é 43 vezes maior que o resultado de julho, o menor registro de contágio mensal na Hungria em 2021.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.