Militares de Mianmar dão golpe e assumem governo

Conselheira de Estado e seus aliados foram presos
-Publicidade-
A conselheira de Estado de Mianmar, Aung San Suu Kyi, revistando as tropas, em evento oficial em 2020
A conselheira de Estado de Mianmar, Aung San Suu Kyi, revistando as tropas, em evento oficial em 2020 | Foto: Divulgação/Flickr

Militares de Mianmar, na Ásia, tomaram o poder nesta segunda-feira, 1°, depois de prenderem a conselheira de Estado, Aung San Suu Kyi, e outros líderes do governo dela. Em comunicado transmitido por uma emissora local, o chefe do Exército, Min Aung Hlaing, declarou-se o novo comandante do país. O golpe ocorre em resposta à vitória da Liga Nacional pela Democracia, partido de Suu Kyi, nas eleições em novembro. Contudo, as Forças Armadas garantem que houve fraude na disputa.

Conforme a mídia estrangeira, nenhuma violência grave foi relatada contra civis ou a classe política do país. Agora, soldados estão nas ruas da capital, Nay Pyi Taw, e da principal cidade do país, Yangon. Líderes mundiais condenaram o ato. O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, chamou de “ilegal” a prisão de Suu Kyi. A ministra australiana das Relações Exteriores, Marise Payne, fez um apelo para que “os militares respeitem o Estado de Direito” em Mianmar.

-Publicidade-

China e Estados Unidos reagiram de forma diferente ao ocorrido. O Partido Comunista evitou atacar o novo governo e ressaltou a “amizade” entre os dois países, mas espera a normalização do clima. Por outro lado, o secretário de Estado dos EUA, Tony Blinken, expressou “grave preocupação e alarme” do governo norte-americano com a situação. Ele exortou os líderes militares de Mianmar a libertar todos os funcionários do governo civil, incluindo a conselheira de Estado.

Leia também: “Biden ordena sanção contra militares de Mianmar após golpe”

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site