Na Argentina, pessoas famintas desenterram carne estragada

Caso ocorreu em Porto Iguaçu, cidade que depende economicamente do turismo
-Publicidade-
Foto: Divulgação/MAS
Foto: Divulgação/MAS | Foto: Divulgação/MAS

Caso ocorreu em Porto Iguaçu, cidade que depende economicamente do turismo

na argentina
Morador consegue tirar da terra carne de frango em decomposição | Foto: Divulgação/MAS

Na Argentina governada pelos peronistas Alberto Fernández e Cristina Kirchner, moradores de Porto Iguaçu desenterraram frangos que foram descartados em um terreno pelo órgão sanitário do país. O caso ocorreu na terça-feira 17, de acordo com o Movimento Ativo Social e Político Iguaçu (MAS). Fotos e vídeos que circulam na internet mostram famílias cavando para pegar as 1,2 mil caixas de carne — crianças, idosos e mulheres aparecem ajudando a “exumar” o alimento. “Essas imagens são o reflexo fiel, a realidade de como estamos hoje em Porto Iguaçu. A fome bate forte nas portas e também esvazia os potes das famílias”, relatou nas redes sociais Claudio Altamirano, líder do MAS.

-Publicidade-

De acordo com a prefeitura de Porto Iguaçu, as carnes tinham ficado mais de 24 horas sem refrigeração e estavam impróprias para consumo. Dessa forma, foram descartadas pelo Serviço Nacional de Saúde e Qualidade Alimentar. A cidade, com mais de 105 mil habitantes, liga o país, pela Ponte Tancredo Neves, a Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, que tem mais de 250 mil moradores. Porto Iguaçu depende economicamente do turismo, mas as fronteiras estão fechadas desde março por decisão da dupla Fernández-Kirchner. Hoje, a Argentina vive o isolamento social mais prolongado do mundo. Contudo, a medida não tem freado o avanço do coronavírus no país.

Leia também: “O erro do lockdown”, artigo publicado na edição n° 14 da Revista Oeste

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.