Na França, Djokovic poderá disputar Roland Garros

Ministra do Esporte disse que o tenista, que enfrenta impasse na Austrália, não vai precisar comprovar vacinação no país
-Publicidade-
Na Austrália, tenista sérvio foi impedido de entrar no país para disputar torneio
Na Austrália, tenista sérvio foi impedido de entrar no país para disputar torneio | Foto: Reprodução/Flickr

A ministra do Esporte da França, Roxana Maracineanu, declarou que o tenista sérvio Novak Djokovic poderá competir no torneio de Roland Garros, que será realizado no país em maio.

Segundo ela, o tenista número um do mundo terá apenas que apresentar um resultado negativo para a covid-19.

“Ele não seguiria os mesmos processos organizacionais dos que estão vacinados, mas poderá competir em Roland Garros, por conta dos protocolos, e da bolha sanitária, que o permitem”, declarou Maracineanu.

-Publicidade-

Impasse na Austrália

O atleta está em um impasse com o governo australiano, que suspendeu seu visto. Djokovic se recusa a apresentar um comprovante de vacinação. Consequentemente, o país da Oceania não permite que ele entre no território para competir o Aberto da Austrália.

O tenista está em um hotel em Melbourne, onde permanecerá até a próxima segunda-feira, quando haverá uma audiência para decidir se ele será deportado ou terá permissão para entrar no país. Djokovic foi retido no aeroporto assim que desembarcou.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários Ver comentários

  1. Esse pessoal down under tem o reizinho nas suas barrigolas, acham serem as últimas trakinas no pacote. O país é lindo e organizado, porém, está escrito “chinas’s property” em cada etiqueta de tudo que existe por lá. Daí fica complicado manter toda essa empáfia, porém, eles insistem, veremos até qdo!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.