O clima amistoso entre Macron e Nicolás Maduro

Durante encontro na COP27, presidente da França convidou tirano para 'realizar um trabalho bilateral útil' na América Latina

A Oeste depende dos assinantes. Assine!

-Publicidade-
O ditador da Venezuela (esq), Nicolás Maduro, e o presidente da França, Emmanuel Macron (dir), durante encontro da COP27, em Sharm el-Sheikh, no Egito - 07/11/2022 | Foto: Divulgação/Nicolás Maduro/Twitter
O ditador da Venezuela (esq), Nicolás Maduro, e o presidente da França, Emmanuel Macron (dir), durante encontro da COP27, em Sharm el-Sheikh, no Egito - 07/11/2022 | Foto: Divulgação/Nicolás Maduro/Twitter

Um vídeo que circula na internet mostra um encontro amistoso entre o presidente da França, Emmanuel Macron, e o ditador da Venezuela, Nicolás Maduro, durante a COP27, no Egito, na segunda-feira 7. Macron convidou Maduro para “realizar um trabalho bilateral útil” em toda a América Latina.

-Publicidade-

A conversa, de um minuto e meio, ocorreu em um corredor do espaço que sedia a conferência sobre as “mudanças climáticas”, na cidade de Sharm el-Sheikh. “Ficarei feliz se pudermos conversar mais”, disse Macron a Maduro. Nas imagens, é possível ver ambos dando um aperto de mãos e sorrindo.

Desde 2018, o apoio internacional ao presidente da Venezuela, Juan Guaidó, perdeu força na Europa. Em contrapartida, os canais de diálogo entre Macron e Nicolás Maduro se mantiveram abertos. Macron busca adotar uma política externa de “potência equilibradora” para a França, e não romper conversas com Maduro.

Macron parece querer aproximar-se de líderes de esquerda. O presidente francês vai receber em Paris seu homólogo colombiano, Gustavo Petro, o primeiro de extrema esquerda do país, que restabeleceu as relações entre Bogotá e Caracas, depois de uma ruptura que durou três anos.

Em crise energética em virtude da invasão da Rússia à Ucrânia, a Europa sofre com a falta de gás e busca fontes de energia “sujas”, como o petróleo (em abundância na Venezuela), para manter-se aquecida no inverno.

Leia também: “Um país conflagrado”, artigo de Flávio Gordon publicado na Edição 137 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

17 comentários Ver comentários

  1. A Franca usando Maduro para investir contra o Brasil e tomar uma parte da Amazonia Brasileira.
    Vamos abrir os olhos pq a guerra pode estar mais proxima que imaginamos

  2. Neste século XXI a disputa mundial não será mais pela supremacia militar ou econômica, mas sim para definir quem é mais imbecil. O mundo diplomático está ficando cada vez mais risível.

  3. Franceses canalhas, usam um presidentinho de M que eles mesmos detestam, pra terceirizar a implantação do socialismo na AS e nos roubar com mais facilidade. Deixamos de ser a república das bananas por 4 anos apesar das pressões. Se voltarmos será o famoso bundalelê, de novo.

  4. Enquanto a Europa tinha energia, viviam enchendo o saco sobre as queimadas na nossa Amazônia. Agora que se estreparam com a Rússia, começam a adoçar a boca de ditaduras sul-americanas. Nada como um dia após o outro. Só falta o Macron importar refugiados venezuelanos. Quero ver. Ah.. a Europa também…

  5. Gosto muito dessa revista porque vocês tem o cuidado primoroso de escrever com as palavras certas. Expõe a verdade como ela realmente é principalmente no trecho final. Aqui bandido não e “suspeito”.

  6. vejam como a politica é sórdida…..Macron amiguinho do Maduro agora? Depois de ter reconhecido em 2019 Juan Guaidó como presidente interino da Venezuela?

  7. Políticos são como camaleões, mudam de cor a todo momento. Hoje, quando estão por cima, criticam fulano por ser ditador. Amanhã, quando estão por baixo, passam a ver que o cara não é tão mal assim.
    E o Maduro, que não é bobo, sabe da hipocrisia europeia e vai aproveitar a oportunidade para ganhar uns trocados, vendendo petróleo para a Europa, que está a beira de congelar e, com isso, dar mais uma sobrevida ao seu regime combalido.

  8. A Europa é toda esquerdopata. Por isso ficaram para trás em desenvolvimento econômico se comparados aos USA e China.
    A imprensa europeia é toda controlada. Lá não há jovem pan nem revista oeste. Todos os europeus são esquerdopatas alienados.
    Não me surpreende nada esses canalhas trocarem afagos.
    Agora, o Macron, além de ser burro e se casar com uma mulher horrível, ainda demonstra falta de caráter e estupidez extrema ao se associar a criminosos assassinos.
    É o abraço dos afogados. Que vão para as profundezas (do inferno) agarradinhos.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.