O que define um bom design

Oeste conversou com o alemão Uwe Cremering, CEO do iF Design, empresa organizadora do maior prêmio de design do planeta
-Publicidade-
Uwe Cremering | Foto: Divulgação
Uwe Cremering | Foto: Divulgação

Em artigo na Edição 114, Oeste publicou uma entrevista com o alemão Uwe Cremering, que assumiu faz pouco mais de um ano o cargo de CEO do iF Design, empresa criada na cidade de Hannover para organizar, desde 1953, o maior prêmio de design do planeta. 

Leia alguns trechos:

Qual é a importância do design para a indústria como um todo?

-Publicidade-

O design é crucial para o sucesso comercial de uma companhia. Ele tem importância imensa para a imagem da marca. O design pode produzir soluções criativas, e também é importante para serviços e processos produtivos, para reduzir custos e gerar o melhor resultado. Mais recentemente, ele também é importante para lidar com problemas ambientais e criar soluções que ajudem a reduzi-los.

O senhor percebe diferenças entre os trabalhos dos brasileiros e de outros países?

Posso responder essa questão com base nos projetos do nosso banco de dados. Vemos que a criatividade no Brasil é extraordinária, no nosso ponto de vista. Pode haver uma diferença na área da comunicação — design digital, marca, sites, publicidade — em relação a área de design de produtos. Na parte de comunicação, vemos muitas coisas de nível internacional, enquanto no design de produtos, só algumas marcas se destacam.

Como foi a evolução desses projetos de design em diversos países durante os anos?

O foco do prêmio em 1953 era mais em design de produtos. Hoje, é diferente, porque aumentamos as categorias da premiação e incluímos as áreas de comunicação e user experience. Podemos dizer que, antigamente, o design era muito voltado a tornar produtos mais bonitos, mas hoje é um sistema holístico incluindo marketing, vendas, produtos e engenharia. Esse foi o desenvolvimento mais importante a respeito do design.

Na sua opinião, qual companhia no mundo tem o melhor design?

No ano passado, nós tivemos 10,6 mil inscrições no nosso sistema. É difícil afirmar qual é a melhor. Nesse ano, eu pude observar coisas boas na área de áudio. Eu tenho experiência com áudio na minha carreira e por isso consegui mergulhar muito nos produtos da Apple. Então, posso dizer, sem dúvidas, que a Apple é muito forte em design.

Qual foi a maior surpresa dentre as inscrições nesta edição?

É muito difícil nomear um único produto. Obviamente, o impacto ambiental e social está ficando mais forte. Tivemos muitos produtos no prêmio deste ano, e também no ano passado, com o foco em meio ambiente. Acho que é a maior surpresa.

O que define um bom design?

Para mim, pessoalmente, a maior questão é: esse produto me ajuda no dia a dia? Ser útil, para mim, é o ponto principal no design.

Os assinantes da Revista Oeste podem ler a coluna de Bruno Meyer na íntegra clicando aqui. 

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.