OEA solicita informações sobre saúde de ex-presidente presa na Bolívia

Em 21 de agosto, o ministro de Governo do país, Eduardo Del Castillo, afirmou que Jeanine Añez tentou o suicídio
-Publicidade-
A ex-presidente da Bolívia, Jeanine Áñez
A ex-presidente da Bolívia, Jeanine Áñez | Foto Reprodução/Twitter/Jeanine Áñez

Na quarta-feira 1º, a Comissão Interamericana de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos solicitou ao governo da Bolívia informações sobre a saúde física e mental da ex-presidente do país Jeanine Añez. Ela está em prisão preventiva desde março pela suposta participação em um golpe de Estado contra o seu antecessor Evo Morales. A decisão atende a um pedido de Carolina Ribera, filha da política.

Em 21 de agosto, o ministro de Governo do país, Eduardo Del Castillo, afirmou que Jeanine tentou o suicídio. No dia anterior, a ela foi denunciada pela Procuradoria-Geral da República boliviana por genocídio, sedição, terrorismo e conspiração.

A prisão de Jeanine Añez

-Publicidade-

Jeanine Añez era a segunda vice-presidente do Senado quando assumiu o poder na Bolívia em novembro de 2019. Ela chegou à Presidência do país depois que o líder cocaleiro Evo Morales renunciou. Ele vinha sendo acusado de fraude eleitoral em sua reeleição para o quarto mandato à frente do cargo.

Em outubro de 2020, no entanto, Luis Arce, apadrinhado político de Morales, conquistou a vaga de presidente em novas eleições. Meses depois de ele tomar posse no cargo, Jeanine foi presa.

Leia também: “Bolívia: revanche da esquerda tem prisões políticas e perseguição a opositores”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário

  1. Quando a gente pensa que ficou livre de Evo Morales e sua turma, eis que eles voltam e infelizmente, eleitos pelo povo. A América Latina realmente não tem jeito.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro