Revista Oeste - Eleições 2022

Oslo: Ataque a bar pode ser ato terrorista; Parada gay é cancelada

Duas pessoas morreram e 20 ficaram feridas
-Publicidade-
Ataque deixou mortos e feridos | Foto: Reprodução/ Twitter
Ataque deixou mortos e feridos | Foto: Reprodução/ Twitter

A polícia norueguesa abriu uma investigação neste sábado, 25, por suspeita de ataque terrorista depois de um homem atirar e matar duas pessoas em um bar gay da capital Oslo, nesta madrugada. Outros 20 frequentadores do local foram feridos e levados para hospitais da cidade.

Depois da ação, a Parada Gay de Oslo foi cancelada. A marcha do orgulho LGBTQIA+ aconteceria neste sábado. A polícia local pediu ainda que todos os eventos deste final de semana sejam cancelados.

De acordo com a imprensa europeia, o atirador é um norueguês de origem iraniana de 42 anos. Ele foi preso na sequência. Com o atirador, duas armas foram encontradas: uma automática e um revólver.

-Publicidade-

O primeiro-ministro da Noruega, Jonas Gahr Støre, classificou o ataque como “horrível e profundamente chocante”. “Ainda não sabemos as razões desse ato terrível, mas para os homossexuais que agora temem e choram, quero dizer que estamos todos juntos”, declarou em nota publicada nas redes sociais.

O departamento de polícia da capital norueguesa informou ainda que os soldados da corporação vão usar armas por tempo indeterminado depois do ataque. Na Noruega, não é comum policiais utilizarem armas, tampouco ataques do tipo.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

12 comentários Ver comentários

  1. “O departamento de polícia da capital norueguesa informou ainda que os soldados da corporação vão usar armas por tempo indeterminado depois do ataque. Na Noruega, não é comum policiais utilizarem armas, tampouco ataques do tipo.”…o mundo da fantasia de Lacrópoles, aos poucos está se esvaindo em meio às narrativas fétidas. Não há e nunca haverá o mundo da empurroterapia que essas ditas “minorias” querem. O respeito se conquista com educação e fortalecimento da moral e dos costumes. Não interessa a sexualidade de ninguém ao que se falar em respeito, pois a educação e tratamento social se devem a qualquer um, por idade, “gênero”, ou orientação sexual. Quanto mais, esses pseudo-defensores de minorias levatam suas bandeiras, mais reflexo nesses extremistas teremos.

  2. Sincero pesar às famílias. Porém, agora o governo norueguês terá com que se preocupar. Trabalhar, ao invés de intrometer-se em assuntos internos de outros países. Use o dinheiro que mandava para ONGS, suspeitas, em indenizar os familiares por incompetência de governo que não monitora potencias terroristas….

    1. Enviar dinheiro para ONG’s que atuam políticamente a favor de seus patrões, um dinheiro com condicionantes políticas, podem ficar com eles, dispensamos. Aproveitem esse dinheiro para aplicar na indústria pesqueira do bacalhau que muito aprecio e ficarei mais agredecido por isso. Ainda temos um mínimo de altivez, seus cornos que os iranianos e magrebianos já estão se servindo de suas mulheres já faz décadas.

  3. Se falar em dia do orgulho do Homem e dia da mulher serei degolado pela mídia podre.
    – Ué as políticas da tal social estão de ré. Voltaram a queimar carvão, agora voltou a armar os policiais? Bolsonaro tem razão

  4. Ainda não entendi essa expressão “orgulho gay”! Até entendo as expressões “orgulho de ser uma pessoa de bem”, “orgulho de ser bem sucedido”, “orgulho de ser honesto” etc!

  5. Rapaz… se esse iraniano está com essa idéia maluca de acabar com esse LGBTQIAXYWUTZ@%$$… por meio de arma convencional, pode parar com isso que não vai funcionar.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.