Prefeito quer abrir Nova Iorque para o mercado de maconha

À espera de nova legislação, Eric Adams prega incentivo ao comércio e alívio com usuários em abordagens policiais
-Publicidade-
Prefeito Eric Adams faz aceno ao mercado legal de maconha, que aguarda mudança de lei
Prefeito Eric Adams faz aceno ao mercado legal de maconha, que aguarda mudança de lei | Foto: Reprodução

O atual prefeito de Nova Iorque afirmou que deseja melhorar as condições para o mercado de maconha na maior cidade dos Estados Unidos. Eric Adams fez declarações favoráveis ao setor durante visita ao Congresso Mundial da Cannabis, realizado na metrópole norte-americana em 3 de junho.

“Pensei que iria entrar no recinto e sentir um cheiro agradável de erva”, disse Adams, em tom de brincadeira, antes de comentar sobre a maconha como um negócio.

O Estado de Nova Iorque legalizou a maconha recreativa em março de 2021, mas as vendas legais ainda não começaram, porque os reguladores ainda estão no processo de concessão de licenças para empresas de varejo. Hoje, funciona na região apenas um mercado médico pequeno e restritivo.

-Publicidade-

A expectativa das autoridades é das mais altas com relação a receitas, quando a lei passar a vigorar na prática. O Estado de Nova Iorque espera arrecadar cerca de US$ 350 milhões anualmente em impostos.

“Esta é a nossa oportunidade de acertar”, disse o prefeito, argumentando que seu governo já reservou US$ 5 milhões no orçamento da cidade para ajudar empreendedores em negócios legais de maconha.

“Precisamos incentivar quem tem os caminhões (de venda) e mostrar a eles que esse é o melhor caminho”, acrescentou Adams, em referência ao modelo previsto de comércio do projeto de lei.

Adicionalmente, o prefeito disse que deseja ver a polícia adotar uma abordagem mais branda com usuários, já durante a fase de transição, até a lei finalmente funcionar.

“Esta é uma oportunidade para aqueles que foram deixados para trás de realmente participarem. O termo mágico é equidade. Precisamos curar aqueles que foram impactados pelo policiamento pesado e tiveram suas vidas destruídas.”

No entanto, até a lei ser efetivamente implementada, oficialmente qualquer transação comercial que envolva a maconha para uso recreativo ainda é considerada ilegal no Estado.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

6 comentários Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.