Presidente da Argentina pede ao FMI ‘acordo sustentável’

O país tem de pagar US$ 44 bilhões à instituição financeira
-Publicidade-
Peronista espera que o órgão "entenda" a situação do país
Peronista espera que o órgão "entenda" a situação do país | Foto: Divulgação/Twitter/Alberto Fernández

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, afirmou que seu governo quer um “acordo sustentável” com o Fundo Monetário Internacional (FMI). Hoje, o país deve ao órgão US$ 44 bilhões. “O que sempre pedimos é uma tratativa que não ponha em questão a nossa capacidade de desenvolvimento e de acabar com as desigualdades. Eu quero chegar a um acordo que seja sustentável”, declarou o peronista, em entrevista coletiva, na segunda-feira 10, durante visita oficial a Lisboa.

“Eu pedi ao FMI que entenda o momento que estamos vivendo. Espero que um acordo possa ser alcançado em breve”, acrescentou o chefe do Executivo. A expectativa de investidores era a de que o país sul-americano conseguisse renegociar com o FMI em março. Fernández jogou para este mês. Contudo, devido às eleições legislativas deste ano, as negociações devem ficar para o ano que vem. Até lá, o governo argentino trabalha para mudar regras do sistema financeiro internacional no pós-pandemia.

Leia também: “O populismo pobre da Argentina”, reportagem publicada na Edição 30 Revista Oeste

-Publicidade-
Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

4 comentários

  1. Não se aflijam, comunistas! Não existe o menor risco de a Argentina dar certo com vcs. No mais, nunca entenderei pq o povo argentino foi capaz de votar com tamanha estupidez.

  2. Os marginais esquerdopatas são iguais em todo canto do mundo: quebram seus países, multiplicam exponencialmente os próprios patrimônios, jogam a culpa no capitalismo e em algum antecessor que não é da máfia, e dão no pé! Marginais drogadosl

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro