-Publicidade-

Presidente da Espanha impõe ‘toque de recolher’

Socialista, Pedro Sánchez anunciou a decretação do estado de emergência para conter o coronavírus
O primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sánchez | Foto: Pool Moncloa/Fernando Calvo
O primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sánchez | Foto: Pool Moncloa/Fernando Calvo | Sánchez - Espanha - lockdown - estendido

Socialista, Pedro Sánchez anunciou a decretação do estado de emergência para conter o coronavírus

Sánchez - Espanha - lockdown - estendido
Espanha impôs um dos ‘lockdowns’ mais severos no início do surto de coronavírus
Foto: Pool Moncloa/Fernando Calvo

O presidente da Espanha, Pedro Sánchez, decretou um novo estado de alerta neste domingo, 25, para conter o aumento de casos de covid-19. A medida impõe toques de recolher noturnos e proíbe viagens entre as regiões do país em alguns casos. “Estamos vivendo em uma situação extrema. É a mais grave na última metade de século”, afirmou Sánchez, em entrevista coletiva. A medida entra em vigor na noite de hoje, exceto nas Ilhas Canárias. Contudo, precisará ser aprovado pelo parlamento para durar além de um prazo de 15 dias. A Espanha impôs um dos lockdowns mais severos no início do surto de covid-19 e depois relaxou as medidas ao longo do verão no Hemisfério Norte.

Leia também: “Francisco pede a socialista que ‘construa a pátria com todos’”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês