Protesto contra a obrigatoriedade da vacina deixa 5 feridos nos EUA

Movimento reuniu funcionários contrários à determinação do governo, que exige a imunização contra a covid-19 em São Francisco
-Publicidade-
Dois veículos bateram em um caminhão que fazia parte de uma barricada na entrada da cidade
Dois veículos bateram em um caminhão que fazia parte de uma barricada na entrada da cidade | Foto: Reprodução/NBC

Cinco pessoas ficaram feridas, incluindo dois policiais em São Francisco, nos Estados Unidos (EUA), durante um protesto na quinta-feira 11 contra a obrigatoriedade da vacina.

A manifestação ocorreu na entrada da cidade, na Ponte Golden Gate. O ato foi anunciado como “greve nacional”, em resposta à imposição do governo pela vacinação contra a covid-19, informou a rede de televisão americana ABC.

O grupo se reuniu em uma das pistas da ponte, que precisou ser fechada pelas autoridades.

-Publicidade-

De acordo com a Patrulha Rodoviária da Califórnia, dois veículos bateram em um caminhão que fazia uma “barricada” no local. O veículo foi lançado contra dois policiais e três funcionários da ponte. Os cinco foram hospitalizados com ferimentos leves.

O protesto

Segundo as autoridades locais, os manifestantes são contrários à exigência da imunização contra a covid-19 nos níveis federal, estadual e local imposta pelo governo.

Na semana passada, os EUA determinaram que funcionários de grandes empresas serão obrigados a se vacinarem contra o vírus ou testados regularmente a partir de janeiro.

Leia também: “Obscurantismo vacinal”, artigo de Guilherme Fiuza publicado na Edição 82 da Revista Oeste 

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.