Reino Unido confirma dois casos da variante Ômicron

Ambos os casos estão relacionados a viagens para o sul da África, informou o ministro da Saúde britânico
-Publicidade-
Governo do Reino Unido investiga dois possíveis casos de infecção pela variante Ômicron
Governo do Reino Unido investiga dois possíveis casos de infecção pela variante Ômicron | Foto: Stephen Sweeney/Geograph Britain and Ireland

O Reino Unido confirmou neste sábado, 27, dois casos da variante Ômicron. A informação foi divulgada pelo ministro da Saúde do governo britânico, Sajid Javid.

“Na noite passada, fui contatado pela Agência de Segurança de Saúde do Reino Unido. Fui informado de que eles detectaram dois casos dessa nova variante no Reino Unido”, disse Javid. “Um em Chelmsford, e o outro em Nottingham”.

De acordo com o ministro, ambos os casos estão relacionados a viagens para o sul do continente. As duas pessoas infectadas ficarão isoladas em suas casas. “Enquanto isso, estamos realizando mais testes e fazendo o rastreamento dos contatos”, completou Javid.

-Publicidade-

Como medida de precaução, segundo o governo do Reino Unido, haverá um acompanhamento especial nas regiões de Nottingham e Chelmsford, com ampliação de testes de detecção do coronavírus e sequenciamento dos casos positivos.

O governo britânico decidiu incluir Malawi, Moçambique, Zâmbia e Angola na chamada “lista vermelha” de países para os quais não são recomendadas viagens. Os residentes que chegarem desses locais terão de ficar em quarentena durante dez dias. Já os não residentes não poderão entrar no Reino Unido.

A lista vermelha já contava com outros países africanos como Botsuana, Eswatini, Lesoto, Namíbia, África do Sul e Zimbábue.

“Esta é uma situação que avança rapidamente e precisamos dar passos decisivos para proteger a saúde pública”, finalizou o ministro da Saúde.

Alemanha e República Tcheca

A Alemanha informou neste sábado que registrou um caso de suspeito de covid-19 com “alta probabilidade” de ser da variante Ômicron.

Trata-se de um viajante que retornou da África do Sul e testou positivo para a doença. Análises preliminares indicaram mutações semelhantes às da variante sul-africana.

A República Tcheca também analisa um caso suspeito em uma pessoa que passou pela Namíbia.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.