Resultados iniciais apontam vitória de social-democratas sobre candidato de Merkel

Partido liderado por Olaf Scholz obteve quase 26% dos votos, enquanto conservadores ficaram com pouco mais de 24%
-Publicidade-
Olaf Scholz, líder do Partido Social-Democrata da Alemanha, deve ser o próximo primeiro-ministro do país
Olaf Scholz, líder do Partido Social-Democrata da Alemanha, deve ser o próximo primeiro-ministro do país | Foto: Marco Urban/Flickr

Os primeiros resultados das eleições na Alemanha, divulgados nesta segunda-feira, 27, apontam uma vitória por pequena margem do Partido Social-Democrata (SPD) sobre os conservadores da União Cristã Democrata (CDU), partido da chanceler Angela Merkel.

De acordo com as primeiras parciais do pleito, os social-democratas, liderados por Olaf Scholz, obtiveram quase 26% dos votos. Os conservadores ficaram com pouco mais de 24% de apoio dos eleitores.

Leia mais: “Social-democratas e conservadores empatam nas eleições da Alemanha, indica pesquisa de boca de urna”

-Publicidade-

Os ambientalistas do Partido Verde aparecem como a terceira legenda mais votada, com aproximadamente 15%, seguidos pelo Partido Liberal Democrático (PDL), que obteve 11,5% dos votos. Ambas as agremiações já manifestaram publicamente a intenção de discutir a formação de um novo governo, em aliança tríplice com quem vencer as eleições.

A Alternativa para a Alemanha (AfD) ficou na quarta colocação, com cerca de 10% dos votos, enquanto o partido A Esquerda obteve menos de 5%.

Leia também: “Eleições na Alemanha encerram 16 anos da ‘era Merkel’”

Em relação às últimas eleições, o SPD obteve um melhor desempenho, subindo mais de 5 pontos porcentuais. Se o resultado se confirmar, as chances de que a legenda consiga formar uma coalizão no Parlamento são grandes.

Leia mais: “Merkel participa de último comício antes das eleições na Alemanha”

Apesar da tendência de vitória dos social-democratas, ainda não é possível saber se, de fato, o SPD conseguirá formar uma coalizão majoritária. Analistas já consideram a possibilidade de a própria Merkel seguir à frente do país pelo menos até o fim do ano.

As eleições na Alemanha encerram um período de 16 anos de governo da premiê Angela Merkel, que comanda o país desde 2005. Ela teve quatro mandatos consecutivos.

Leia também: “PIB da Alemanha cresce 1,6% no 2º trimestre”

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.