Rússia manda caças com mísseis hipersônicos para fronteira de países da Otan

Movimentação acendeu alerta dos Estados Unidos
-Publicidade-
Caça Mig russo | Foto: Dmitriy Pichugin/Força Aérea Russa
Caça Mig russo | Foto: Dmitriy Pichugin/Força Aérea Russa

O Ministério da Defesa da Rússia anunciou que três caças de guerra MiG-31E, equipados com mísseis hipersônicos Kinzhal, foram realocados para Kaliningrado, cidade a 1,2 mil quilômetros a oeste da capital, Moscou, informou a agência de notícias independente russa Interfax, na quinta-feira 18.

Kaliningrado fica entre a Polônia e a Lituânia, países membros da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan). A transferência de aviões acendeu o alerta. Isso porque, desde os ataques à Ucrânia, a Lituânia iniciou um plano para limitar o trânsito de mercadorias para a região por meio de seu território. À época, a Rússia comunicou que haveria “retaliações”, sem mencionar quais.

O porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Ned Price, disse ver com “estranheza” os anúncios da Rússia sobre o reposicionamento das aeronaves. “A Rússia não enfrenta uma ameaça da Otan”, constatou. “A Rússia não enfrenta uma ameaça da Finlândia. A Rússia não enfrenta uma ameaça de nenhum outro país.”

-Publicidade-

O que são os caças da Rússia enviados à fronteira de países da Otan?

O Mikoyan-Gurevich MiG-31 é um caça de alta performance, capacitado para interceptar e destruir múltiplos alvos aéreos a altitudes entre os 50 e os 28 mil metros, em todas as condições atmosféricas, de dia e de noite.

O desenvolvimento desse caça começou em 1970, baseado na célula do MIG-25 Foxbat. Ele voou pela primeira vez em 16 de setembro de 1975, e foram construídos 505 exemplares nas suas várias versões desde 1979.

Fez a sua apresentação mundial em público pela primeira vez no Salão Aeronáutico de Paris, em julho de 1991, participando tanto na exibição estática como na aérea.

Os mísseis hipersônicos Kinzhal MiG-31E são aqueles que podem carregar ogivas nucleares na munição.

Leia também: “Devagar, malfeito e complicado”, artigo publicado na Edição 102 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.