Rússia suspende sites de notícias ocidentais

Agência reguladora do país justificou a medida: 'Cobertura parcial' da invasão da Ucrânia
-Publicidade-
O presidente da Rússia, Vladimir Putin | Foto: Divulgação/Kremlin/Flickr
O presidente da Rússia, Vladimir Putin | Foto: Divulgação/Kremlin/Flickr | Foto: Reprodução/Flickr

A agência reguladora de comunicações da Rússia limitou nesta sexta-feira, 4, o acesso a sites de imprensa ocidentais no país. O motivo: a “cobertura parcial” da invasão da Ucrânia. Para o órgão, o ataque é uma “operação militar especial”.

Entre outros veículos de mídia, serão atingidos: BBC, Deutsche Welle e Voice of America, dos EUA. Na quarta-feira 2, o diretor-geral da BBC, Tim Davie, havia dito que o tráfego de seu site aumentara mais de 250% na Rússia.

Para driblar as restrições do governo, os russos baixam programas que usam servidores em outros países.

-Publicidade-

Prisão para quem divulgar “informações falsas” na Rússia

A Duma (Câmara dos Deputados da Rússia) aprovou hoje uma lei que torna crime a divulgação de “informações falsas” sobre as Forças Armadas ou prejudiciais à imagem do país. A lei estabelece multas e penas de prisão para quem divulgar intencionalmente “fake news que tenham consequências graves”.

Na quinta-feira 3, o canal de televisão de oposição russa Dojd teve sua transmissão suspensa por ordem do governo. No site, o canal divulgou que suspendeu temporariamente os trabalhos, afetando as rádios, transmissões no YouTube e redes sociais.

“Precisamos de força para exalar e entender como trabalhar mais”, disse a diretora-geral Natalia Sindeeva. “Esperamos muito que voltemos ao ar e continuemos nosso trabalho.”

A rádio independente Ekho Moskvy, popular no país, também foi tirada do ar pelas autoridades russas por “retratar falsamente a operação militar especial na Ucrânia”.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

7 comentários Ver comentários

  1. Putin pode ser um tresloucado, um ditador, um autocrata como a imprensa e a midia de merda tanto a nacional como a estrangeira vivem regurgitando, mas que o cara honra os culhões que tem disto ninguém pode duvidar. Testosterona é o que não falta para este cara.

  2. “Para driblar as restrições do governo, os russos baixam programas que usam servidores em outros países.”
    Vamos ver que programas e servidores são esses, para podermos driblar as censuras impostas pelo nosso glorioso STF.

  3. Nesse ponto, é ponto para o Putin. Tem mesmo é que fechar os canais dessa imprensa mentirosa que só espalha fake news. A prova disso aqui é o Piva.

    1. Que que é isso?, precisaria de 1000 Xandis para se igualar a Putin. Aliás, aquilo não é homem e tampouco um ditador, aquilo é um protótipo mal acabado de tiranete, covarde fdp. que não sai sozinho nas ruas nunca.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.