Sob lockdown, Coreia do Norte registra mais de 1 milhão de casos de ‘febre’

As primeiras contaminações por covid-19 foram notificadas na semana passada
-Publicidade-
Foto: Kim Jong-un, ditador da Coreia do Norte | Reprodução/KCNA
Foto: Kim Jong-un, ditador da Coreia do Norte | Reprodução/KCNA

A Coreia do Norte registrou mais de 1 milhão de casos de “febre”, depois de ter decretado lockdown em razão da covid-19. Todo o país está sob confinamento desde o dia 12, quando as autoridades locais reconheceram as primeiras contaminações pelo coronavírus.

Emitido nesta segunda-feira, 16, o boletim oficial da ditadura informa que 1,2 milhão de norte-coreanos tiveram febre, “do fim de abril até às 18 horas de 15 de maio”. Quase 400 mil notificações são novas.

Segundo a Organização das Nações Unidas, a Coreia do Norte tem aproximadamente 26 milhões de habitantes. Ou seja: caso os dados oficiais sejam verdadeiros, cerca de 5% da população se contaminou em questão de dias. No boletim oficial, o governo reconhece 50 mortes.

-Publicidade-

As fronteiras da Coreia do Norte estão fechadas desde janeiro. Ao anunciar a imposição do lockdown, o Comitê do Partido dos Trabalhadores criticou o setor antiepidêmico do país por “descuido, frouxidão, irresponsabilidade e incompetência”, afirmando que o grupo “não respondeu com sensibilidade” ao aumento de casos de covid-19 em todo o mundo, inclusive em regiões vizinhas.

Kim Jong-un, ditador da Coreia do Norte, concordou em implementar medidas “antiepidêmicas” de emergência “máximas”. A recente expansão da covid-19 no país ocorreu depois de um surto nas Províncias chinesas de Liaoning e Jilin, na região de fronteira entre as duas nações.

Leia também: “A insanidade da ‘covid zero’ na China”, reportagem de Cristyan Costa para Edição 112 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

  1. Mande os 11 membros do SPTF para a Coréia do Norte e deixem eles ficarem lá para sempre, apodrecendo num país comunista que eles tanto adoram. Vão logo, desgraçados!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.